domingo, 25 de outubro de 2015

O amor que fazemos

 
O amor que fazemos
dissipa as trevas do preconceito…
Para além do desejo, do prazer,
quero degustar-te
como um precioso,
saboroso, delicado licor raro.

O amor que fazemos
Devorados pela paixão
Indomável do prazer insaciável
é como os sentimentos  que jorram
como lavas incandescentes
e envolve-nos com emoção.

O amor que fazemos
é um vulcão de emoções
onde o amor se desnuda
em suores gotejantes
ávidos desejos famintos,
numa intensidade crepitante.

O amor que fazemos
une dois corpos
que se entregam e fundem,
em fogo
num sentimento
excitante e voraz!...

𺰘¨¨˜°ºð081/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor

domingo, 18 de outubro de 2015

Um pouquinho de nós

 
Hoje encontrei-te
perdida na praia
defronte ao mar
a espuma brilhava!

Foste o meu caso secreto
num dia impossível para amar
o meu olhar orvalhou o teu
nasceu um novo despertar.

Tanto sonho neste novo querer
foi loucura ou ilusão
no teu olhar o mar reflete
udo o que padece o meu coração.

Tua beleza que sopra do outro lugar
teus olhos de longe,
refletem o verde do ondular,
onde o céu toca o mar.

Hoje encontrei-te
vivi verdadeiramente
um pouquinho de nós
num sonho que vivi eternamente!

O verde das ondas
que me leva ao bravo ondular
perdido nesta ilusão
vou-me afogar nesse olhar.

𺰘¨¨˜°ºð080/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor

domingo, 11 de outubro de 2015

Palavras ao vento

 
Palavras ao vento
despidas da sua fantasia
ficaram inacabadas
e quando eu as chamo
parece até mentira
mas elas são poesia.

Vou procura-las sem saber onde
desejo que nunca tenham fim
ali no meio da rua
carregam o dia de alguém
num desespero mudo
na noite o silêncio em mim.

Perco-me em mim mesmo
tento construir-me…
Sentado á beira mar
combino frases
palavras ao vento
vêm meu pensamento acudir-me.

Meu refugio é a esperança
faço esculturas com os poemas
rasgo a folha, risco, rabisco…
deixei de lado a dor
dos meus erros do passado
escrevo poemas de amor.

Bom mesmo é poder dizer
quantas vezes me der vontade
meu pensamento é viajante
neste infinito sem fim…
palavras ao vento
escrevo sempre a saudade.

Palavras ao vento
Fazem-me engolir sentimentos
O coração que reclama
Ferido, magoado…
Promessas de eternidade
Na folha de papel… momentos.

𺰘¨¨˜°ºð079/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor

domingo, 4 de outubro de 2015

Louco desejo

 
O meu corpo anseia o teu
as palavras refugiam-se
sob o luar amar-te-ei.

A saudade procura memórias
em todos os momentos.
O que sinto por ti…
Não sei!

O meu corpo anseia o teu,
não posso prometer-te o amanhã,
mas tentarei sentir o teu sorriso
em cada nuvem que passa.

O vento frio faz-se sentir
no meu rosto,
o meu corpo anseia o teu.

O que sinto por ti…
não sei!
Quero os teus beijos,
sob o véu
em louco desejo.

𺰘¨¨˜°ºð078/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor