sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Ódio

Ódio...
Ódio…tu que atormentas o mundo
Dono da fantasia
Dono da tristeza
Dono dos olhos tristes
Dono dos sorrisos falsos.
Ódio…porque és severo contigo, se o resto não te pertence.
Ódio… vou pintar o teu rosto com alegria
Porque eu sou a felicidade
Ódio… não desvie o teu olhar
Porque há muita coisa a dizer
Olha para mim, eu sou a felicidade…
Olha para mim, enfrenta a força dos meus olhos.
Ódio… O teu rosto não vou esquecer…
Não te percas em palavras ocas…
Ódio… onde não encontro a verdade…
Ódio… onde a mentira teima em aparecer…
Ódio… porque andas de cabeça para baixo?
Não percebo!
Se calhar esse ódio não é real
Ódio… olha para mim
Não desvies o teu olhar
Deixa-te levar pelo brilho do meu
E encontra a felicidade
E guarda-a no coração,
Para nunca mais te ver sofrer!
Ódio… não oiço os sorrisos…
Ódio…andas pelo mundo a vaguear á procura de maldade…
Andas pelas ruas a vaguear á procura de ódio perdido…
Não o vejo…
As ruas estão somente repletas de felicidade…
Ódio… vais deixar de atormentar, até mesmo os nossos sonhos.
Ódio… não vais mais invadir e destruir os nossos lares.
Ódio… não vais mais entrar no nosso interior para fazer o mal.
Ódio… posso acabar contigo…
Vou enterrar-te no lugar mais escuro, mas masmorras do universo, para poder ter a certeza que não mais existas nos corações dos homens, e reinará a felicidade.
Ódio… no dia em que passar por ti e não te sorrir, será o dia em que precisarei de um sorriso teu.


Mikii
(Foto da Net)

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Parto rumo do Sonho


Parti rumo ao sonho
contra a vontade do tempo,
à descoberta dos meus próprios medos,
fantasmas, do doloroso passado.
Na minha vida , durante muito tempo
só sabia que nada sabia...
Mais presente o lugar seguinte!
Longe de tudoo meu coração salta
para fora do peito, quando volta já não é o mesmo.
O meu corpo sem vida, fica do outro lado do sonho
de quem não quis ficar do meu lado.
O dom que me permite ver... a magia,
algo nebulosa, de um entardecer envolvente e profunda.
A música uma constante,
mais uma forma de expulsar os fantasmas.
Uma lembrança difusa na minha memória,
o desejo de escrever mais tarde,
que atravesso com as palavras.
Bons momentos de prazer e conhecimento,
dão forma ao meu sonho, num pouco mais de emoção.
É o sonho dos amantes...
O pôr-do-Sol esplendoroso.
Uma voz que se ouve...
Umas palavras, vagamente sobre mim,
na escuridão, no meu caminho...
Quando o vento se torna mais forte,
Ecoa e susurra: Mas tu és forte !
Uma voz digna sobretudo de ser amada e admirada,
inspira-me o despertar
do anseio de buscar...
O Sonho, o desejo...
O sonho tem o amor ao permenor!
O desejo que se cruza entre si claro e rigoroso.
Desejo que me matava...
Seria um desfiar de algo que estava determinado!
Voava e morria ao mesmo tempo,
morria e voava!
E partia ao rumo do sonho...

Mikii
(Foto da Net)

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

As pequenas coisas da vida...


"Com as pequenas coisas da vida, aprendemos a ser mais humanos, verdadeiros, compreensivos".

Mikii
(foto da net)

Mais um dia...


Mais um dia…
A janela abre-se… aos amigos, à amizade.
O perfume da minha vida invade a minha alma,
está frio lá fora.
Acordo o coração e a brisa transporta-me.
Solto sorrisos coloridos!
O tempo não espera, não é estático,
Vou recordando os sonhos, da amizade
Construindo realidades, sentimentos.
Mais um dia...
Lembranças, imagens, mas sobretudo amizades.
Um brotar de ânimo… esperança crescente
Traçando linhas inevitáveis, norteando os caminhos
Decifro personalidades, visto-me de guerreiro,
Crio asas e voo alto, voo longe… voo ao pé deles.
E mais outro dia!
Lançando sonhos, desatando nós.
Coragem destemida, braços em luta
Autoridade requerida, caminhos desconhecidos
Circunstâncias, oportunidades, amizades.
Penso, olho, sinto, ouço os corações.
Mais um dia, em que;
Sou autor da minha vida,
do meu caminho, percorrendo…a amizade
Vitórias, derrotas, sonhos e desenganos.
E mais um dia vivido…na esperança da amizade.
É a minha luz, sobre a amizade e a vida
e a morte sobre as trevas.
Mais um Dia...
Com música e palavras!
Um espaço onde a amizade se transforma,
onde a magia pode acontecer.
Nesse momento nasce o estímulo
porque há ali um mar de beleza,
uma nostalgia temporal,
nos diferentes estados de alma.
Mais um dia...
Sentindo o sol e o calor dos corações
que me acompanham, olhos nos olhos.
Vivo por dentro essas palavras
e tudo faz sentido.
Mais um dia!
E... dia a dia a amizade cresce,
é como transpor o limiar de uma realidade,
cheia de bons momentos, que inspiram
sentimentos sinceros de afecto.
Mais um dia...
Onde a memória viva , anima-me e lança-me
o desafio exigente de ser o locutor, o amigo.
Mais um dia...
ao som do relógio que bate de segundo em segundo...
à vitória da vida, como uma porta batida pelo vento.
Mais um dia...
Para iluminar o caminho e estas vozes
que se ouvem com o que escrevemos,
porque a amizade é este fascínio
que se atravessa com as palavras
em mais um dia, com esta janela aberta,
ao encontro dos amigos... da amizade.

Mikii
(foto da net)

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Como um Segredo...

Como um segredo...
A tua voz rompe o silêncio pesado da escuridão
e olho para cima...
Lanço um novo olhar, com os olhos cheios de assombro
Recordo os segredos que aconteceram e revivo
os pensamentos mágicos.

Como um segredo...
Sem uma única palavra,
Esse sonho que acaba por ser um segredo,
que nenhum de nós conhece até lá chegar.
Nada há que recordar... e
Preciso respirar fundo...

Como um segredo...
às vezes sinto necessidade de fugir,
de lidar com os meus medos, os desejos,
as ambições, os sofrimentos, as decepções,
a esperança e os amores, porque segredos,
são assuntos intemporais.

Como um segredo...
recordo agora as tuas palavras,que me fizeram
aprender muito sobre mim, no sentido
de tornar a vida mais positiva e colorida.
Segredos abriram-me horizontes,
aprendi a organizar o pensamento.

Como um segredo...
Um dia sonhei!
apanhei a tua mão, na minha fúria de viver,
e tudo se tornou morno e cinzento.
Segredos de uma vida pesada que me leva tudo...
e mais uma vez preciso respirar fundo!

Como um segredo...
O Sonho muda depressa, o sonho muda num instante.
O meu segredo é a verdade...
As coisas verdadeiras e honestas
são intemporais, como um segredo.

Mikii
(Foto da Net)

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Por vezes preciso respirar fundo...

Por vezes preciso respirar fundo...


Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo,
já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo,
já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir as minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava da minha vida, já me arrependi por isso.


Já passei noites a chorar até pegar no sono,
já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho a tentar descobrir quem sou ,
já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer morrer.


Por vezes preciso respirar fundo...

Já menti e arrependi-me depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava,
para mais tarde chorar quieto no meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena,
já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.

Já senti muito a falta de alguém, mas não tive tempo para lhe dizer…
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.

Por vezes preciso respirar fundo...

Muitas vezes deixo de falar o que penso para agradar a uns,
outras vezes falo o que não sinto para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns,
já fingi ser o que não sou para desagradar outros.

Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade.

Por vezes preciso respirar fundo...

Já tive medo do escuro,hoje no escuro me acho, me agacho, fico ali.
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer,
já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.

Já chamei pela minha mãe no meio da noite, fugindo de um pesadelo.
Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de amigo e descobri que não eram,
Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.

Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.

Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente! Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras,
não sei voar com os pés no chão.

Por vezes preciso de respirar fundo…


Porque vou ser sempre eu mesmo, mas com a certeza que serei o mesmo para sempre, mesmo que o "para sempre" não exista…

Mikii
(Foto da Net)

Paixão


"A Paixão é um estado sólido que se transforma em estado líquido com a chegada do Amor"

Mikii
(Foto da Net)

Pedaços de ternura

Há momentos de ternura...
São sombras que me perseguem!
em algum momento, em algum lugar...
Pedaços de ternura
Soltos num beijo...
esquecido,
procurado,
abandonado,
lembrado,
desejado.

Pedaços de ternura
No céu resplandecente,no azul celeste!
Acordo em pranto...fecho os olhos para me desejares louca!...
quando me amas...
deitada,
sofrida,
sentida,
chorada,
amada.

Pedaços de ternura
A voz gritante de sentidos, um sorriso triste,
inunda-me a face...
magoada,
marcada,
vivida,
achada,
perdida.

Pedaços de ternura
São sentimentos que se idealizam...
Sem saber porque razão.

Mikii
(Foto da Net)

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Recordações...


"Recordações são lembranças do passado, que mexem com a nossa mente e serão sempre lembradas no presente".


Mikii
(Foto da Net)

Amor é...

Amor é...
A matéria da minha respiração. Não sei viver sem amor, tal como um ser humano não pode viver sem ar.
Respiro o amor práticamente desde que nasci e portanto é algo que por um lado, não existe, porque está no "ar" e, por outro "reparto", enquanto amo, estou a falar de mim e do meu íntimo tal como o vejo, essa seriedade, essa autenticidade que também eu posso destinguir de tudo o resto.
Amor é...
O facto de ter arranjado um conjunto de motivos que consigam servir duas almas diferentes, porque os opostos se atraem.
Não preciso acreditar no amor, ele apenas está cá e manifesta-se como acontece, e apenas para isso.
Amor é...
Uma relação matrimonial, marido e mulher, que têm uma vida organizada, casado ou não, onde o amor acontece a cada momento. Uma relação de duas entidades que se encontra para o melhor, mesmo que por vezes haja coisas piores, mas ele o "Amor" que os une está lá.
Amor é...
Esforço, tempo, trabalho, disponibilidade 24 horas por dia.
Claro que vale a pena insistir no amor.
Acho que a relação do amor que tenho me ajuda a encontrar soluções, nesse aspecto prático.
Por vezes, há amores que se deixam levar por caminhos completamente irracionais e terríveis, porque representam sofrimentos incríveis das pessoas, na sociedade, há varias palavras que definem o amor no mau sentido. Obsessão, Prisão, Obrigação,Violência, Ciúme Doentio, Dependência,entre outros, que muitas vezes reduzem o sentido da palavra "Amor" em vez de o ampliar.
A palavra Amor é o olhar múltiplo que se lança sobre a sociedade e que se pode exprimir em muitos tipos de Amor, em partes muito diversas e muito íntimas.
Amor é...
Força moral, força de ideias, força de ânimo, alguma alegria e também entre-ajuda para perceber o outro lado de cada um de nós.
O amor existe para lá das crises...
Mas o amor que sinto não me faz depender dela, nem o amor que ela tem por mim a faz depender de mim. Apenas amamo-nos quando queremos... quando é para ser bom ou para ser mau, porque acontecem coisas boas e ás vezes coisas menos boas, mas é para sermos felizes.
Amor é...
O que eu penso do amor...
Eu, não tenho que acreditar no amor. Não preciso acordar todas as manhãs,e em frente ao espelho dizer: "Eu acredito no amor", "Eu acredito no amor" porque ele faz parte de mim, ele está cá dentro do meu íntimo e manifesta-se como acontece a todo o momento.
Não há neutralidade no amor, o amor ocupa um espaço tão natural como respirar.
O que une duas almas pelo amor, é o facto de cada um há sua maneira serem únicos.
Afinal no fundo resumindo o amor é um pouco de tudo isto.
Amor é...
Enfim juntos, não é?

Mikii
(Foto da net)

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Amigo


"Amigos... são pequenos grãos de areia que com o tempo se transformam em grandes rochas".


Mikii
(Foto da Net)

Porque me sinto tão perdido?

Nunca na minha vida tive tanto medo.
A escuridão domina...
Porque é que me sinto tão perdido?
Tudo é tão escuro!
Ao mesmo tempo sinto medo...
Sem o azul do céu para alcançar,
mas o medo não percebe nada!
Como seria a paraíso?
Eu sofro e imagino...
Como posso gritar ao mundo que te amo?
O meu coração dispara,
envolve-se em sentimentos,
mistura-se em pensamentos...
Porque não ouves quando te chamo?
Não há mais nada!
Porque sufoco quando penso em ti?
Que ajuste de contas é este,
de sentimentos incontornáveis...
E porque é que umas vezes funciona
outras não!
Porque nos reconcilia e nos isola,
nos garante e nos perde?
E porque é que quero quase sempre
pensar nisso?
Porque é que me sinto tão perdido?
Se o amor é livre,
deve transmitir a sua energia
e euforia.
Ultrapassar os limites do razoável.
Quando te conheci
o sol beijou o mar
as estrelas dominaram o céu
Hoje... a escuridão domina:
Porque morro? porque desfaleço?
O teu rosto desapareceu...
Sinto uma vontade enorme de manter
secretos os meus sentimentos e emoções.
Gostava de peceber o que me deixa tão triste.
Porque é que me sinto tão perdido!
A alma tenta fugir...
Apanha a energia que brota do meu íntimo.
A alma... tenta fugir ao mundo dos afectos,
e está mais sensível a tudo o que está à minha volta.
Tudo é imperfeito!
Não sei bem o que aconteceu!
Só sei que apesar da escuridão
o amor não se explica,
apesar de estar perdido...
O amor simplesmente existe...
Mikii
(Foto da Net)

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Ele...O Amor

Eu, que sofro de entusiasmo, nunca deixo de olhar, porque me ligo a movimentos, interiores meus. Vários tipos de memórias e sabores.
Encontro-me a olhar com a frequência que os quatidianos amados vão permitindo.
Pois neste dia é a mesma coisa, nem podia ser de outra maneira.
Pois... é uma questão de olhar!
Assim sendo, continuarei a falar entre o amor e a vida.
O amor... sempre presente em espírito nas minhas conversas.
Cá para mim!...acho que sem amor petreficamos, ninguém vê, nem fala.
Cada momentinho da vida, fala-se dele, de modo que a vida faça a gentileza de parar um bocadinho, caso contrário simplesmente não o conseguimos ter.
Torna-se óbvio que o amor tem de ser irreversível, para evitar que a nossa vida também simples, não morra.
Então para termos Amor, temos de utilizar uma tática, vamos construindo e descontruindo entendimentos, não tanto do que está escrito, mas do modo como nos relacionamos.
Este modo é naturalmente como levamos a nossa vida.
Assim com o olhar!
Com o amor é a mesma coisa.
A vida, depende de a transformarmos em amor, por outras e mais simples palavras, depende de a guardarmos numa espécie de ternura.
Ele o amor está sempre em movimento, não só porque se vai desenrolando à nossa frente, dentro de nós, como ainda e sobretudo na nossa vida.


Mikii
(Foto da Net)

domingo, 8 de novembro de 2009

Visito a Solidão


Visitei a solidão...
o olhar ficou perdido.
Vi-te a olhar para mim,olhos nos olhos,
num tom esbatido pelo tempo.
Um ar misterioso,
um intenso perfume a nostalgia,
o lado selvagem
a insondável natureza do amor.
Visito a solidão...
Não fico a lamentar
um pedacinho do céu.
Eu sou do mundo,
sou de todos e de ninguém
sou o vento que passa,
sou a paixão e a desilusão.
Sou o ar do tempo,
a serenidade intemporal
na hora da paixão.
Sou um sonho demasiado grande,
uma viagem pelo passado
Sou dono do sonho e da solidão.
Visito a solidão!
de olhos muito abertos,
o sorriso suave,
um diálogo nem sempre escutado,
da sombra à luz.
Olho para o céu,
vejo o ar de absoluta paz
e tranquilidade,
os caminhos do universo,
nuvens azuis pensativas
e os deuses que nos protegem.

Visito a solidão!
Choro na madrugada,
pisco o olho ao sonho
quando a angustia aperta.
Um novo dia começa...
cheio de mistérios e segredos.
troco gestos de carinho,
voo em busca de calor,
na esperança de escapar
a toda uma brisa que queima,
entre memórias e desejos,
ilusões, delírios...
faróis de esperança.

Visitei a solidão...
Abri os olhos, em silêncio,
sem dormir, a pensar...
de quantos segredos é feito o amor.
Atravessei a vida,
soltei a minha voz
no calor dos raios de sol.
Nas minhas ilusões.
criei coisas boas e coisas más
recordei os meus erros
com um sorriso enternecido.

Visito a solidão!
apenas procuro um sentido para ela
dentro da cabeça e do coração.
Busco um lugar na vida!
Aqueles olhos vidrados,
verdes pensativos...
O seu abraço amado,
o sentido das proporções,
as emoções quentes...
nem longas nem breves,
onde a vida acontece,
onde me encontro, amo e odeio
quando visito a solidão.
Mikii
(Foto da Net)

Chama-se ... " Amor"

Dele se diz que é apaixonante!
Da paixão mais se diz, melhor é esperar
que ele não morra nunca.
E porque há-de necessáriamente morrer?
O Amor avança e alastra
em silêncio...
A Realidade exterior nunca muda, mas
a partir do momento em que o aprendemos
ele torna-se também, no mesmo instante,
uma parcela, do nosso mundo interior.
A grande invasão silenciosa. " O Amor".
Então ele já não é só o que é, antes sim
o que dele entendemos, a emoção do sentir,
passa a ser um mistério.
Quando quase já ninguém acredita em nada,
o amor compensa o seu silêncio, no limite
como quem desvenda um dos segredos,
diante do espelho da alma.
O amor tal como eu o sentia, quando já ninguém
acredita em nada, está longe de ser real.
E o velho amor nunca morre...
Só conseguem o amor aqueles que tentam verdadeiramente
aqueles que acreditam conseguir.
E no fundo, no fundo, o que cada um e todos procuramos
chama-se Amor, mas este esconde-se
num labirinto de que só um caminho conheçe o segredo.
Vale a pena procurá-lo e decifrá-lo.
Chama-se Amor...
É bem certo que nem todos os que tentam conseguem,
mas mais certo ainda é que não conseguem nunca
os que não tentam... nunca!

Mikii
(Foto da Net)

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Ser Velho (Envelhecer)


Ser velho é saber viver
Ser velho é saber sorrir
Envelhecer é saber brincar
Ser velho é poder divertir.

Ser velho é ter direito à igualdade
A poder ter a religião que quer...
Ter a sua nacionalidade
e não ter de sofrer.

Ser velho é ter direito a ser protegido
Para se desenvolver
Física e mentalmente
Para poder bem viver.

Envelhecer com o direito do seu nome
Para poder ser chamado
Ter direito a dar amor
e também a ser amado.

Envelhecer, ter direito a um lar
Que seja adequado
Ter direito a comer,
ter direito a viver, em todo o lado.

Mesmo sendo velho,
mesmo sendo diferente
ter direito à educação
e não ficar indiferente.

Envelhecer, ter direito a ser amado
a ser compreendido
ter direito a poder brincar
sem ser excluído.

Ser velho (Envelhecer) é bom sinal
è sinal de vida vivida
Com qualidade ou não
Foi uma batalha vencida.

Ser velho eu queria ser
Para sempre... eternamente
Mas...Como sei que não posso
quero ser velho dignamente.
Envelhecer, ter direito a amar
sem disso ser proíbida
Ser feliz até morrer
Ter direito à vida!

Mikii
(Foto da Net)

Gosto ou não gosto?

Gosto de te amar...
Gosto de quando me fazes sonhar.
Gosto de te ouvir susurrar
Gosto quando para mim ficas a olhar...

Gosto ou desgosto
Ou será que já não gosto?
Gosto sei que gosto!
Ou será que não sei...

Gosto porque gosto!
Claro que sempre gostei.

Gosto porque gosto...
e por ti me enamorei.


Gosto de te amar!
sempre te amarei.

Será que tu sabes?
Talvez... mas,nunca te direi...

Goste ou não goste,
nunca te vou contar.

Também nunca me disses-te,
para não me magoar.

Mas... se calhar, gostar não existe
Digo-te antes...

Gosto de te Amar!
E não te quero ver triste.

Mikii
(Foto da net)

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Vivo distante

Vivo distante...
Um pouco distante!
mas ainda tenho tempo para não perder a coragem que necessito,
misturar a loucura, deixar escapar sem esconder uma certa melancolia.
Como se de uma outra vida minha se tratasse.
Escolho as palavras com cuidado, é este lado mágico que me tem alimentado.
Como dono da minha alma tenho a ousadia de a emprestar ás escritas que faço.
Com o medo que cada palavra me retire tudo o que tenho de bom na vida.
O medo de me sentir prisioneiro, das palavras que uso ao pensar...
Perante uma explosão de sentimentos, desencontrados, pareço caminhar sobre a água.
Vivo distante...
Tenho medo, mas vou ficar,desvendar mistérios, fazer valer o meu desejo para me inspirar...
Há sempre qualquer coisa para onde olhar, inumeros caminhos para chegar mais longe.
Um imaginário, um gosto...
Tornando, inesquecíveis todos os momentos.
Ao escrever,posso fugir do ódio, mas não posso fugir de mim mesmo.
Por isso vivo distante...
Escrever dá-me o sonho o encantamento, mas também a ilusão.
Tudo na vida segue um equilíbrio, o que escrevo não tem nada a ver com lógica, ou estética, acaba por ser qualquer coisa que vai saindo e que me vai ajudando a resolver enquanto pessoa. É uma terapia.
As palavras saem directas e saboreadas sob os meus estados de alma.
Por isso vivo distante, no meu céu de letras, no meu horizonte, num tempo que nunca vivi e nunca acaba, sem sombra de pecado, envolto numa nuvem de palavras que se chama "Escrita".
A escrita é uma estrada infinita.
Ora...
Embrulhada em tristeza ou deslumbrada de alegria.
Uma busca incansável, com sentimento de paixão, a memória apaixonada, o silêncio despido, a tristeza sem fim, o desgosto, a morte ou a vida num passe de mágica.
Vivo distante...
Fecho os olhos a vida passa num flash...
mas a escrita permanece para todo o sempre.


Mikii
(Foto da Net)

Sou o que sou...

Fui abençoado com o dom da vida.
Com o dom de alguma inteligência.
Uma vida talvez curta.
Quem sabe?
Mas se for bem preenchida, com as coisas boas e más, a minha vida pode estar recheada de histórias e vivências.
Ou apenas acontecimentos para contar.
Mas são essas histórias que fazem de mim aquilo que sou, que me dão experiência.
Que me ensinam e completam a existência.
Mesmo estando triste, vivo a minha própria vida, sou feliz.
Pois orgulho-me de ter a minha existência preenchida.
Vivo com toda a intensidade.
Crio a minha própria história, com as minhas experiências, com o algo que acontece no dia-a-dia. Com a coragem para ultrapassar os obstáculos, que por vezes não são nada fáceis,mas não são tão grandes como o faço.
Com prazer a minha vida é aquilo que sou.
Caminhando sem rumo, á procura de um sentido perdido, como se toda a vida tivesse sido sempre assim.
A solidão é feita de silêncio.
Não posso ficar em silêncio...
Oiço os silêncios, e não sei o que sinto!
Como sempre é no meu refúgio que escrevo, os meus sentimentos, a minha revolta, o que me rodeia, ou o que me vai na alma.

Mikii
(Foto da Net)

Quando Olho para Trás

Quando olho para trás
nunca me sinto perdido.
Aprendi que relativar as coisas desagradáveis da vida é extremamente importante.
Não fico a lamentar, nem dividido entre o que os outros vêem em mim e no que eu gostava de ser.
Porque sou quem sou ...
Intemporal e repleto de magia.
Vivo o dia a dia com muito carinho, quando me permito ter tempo para estar comigo mesmo.
Tudo na vida segue um equilibrio, num passe de mágica.
Os pensamentos tristes desaparecem, apagados por outros, mergulho exaustivamente, nos erros e memórias e descrevo com humor os pequenos detalhes.
Onde estão os meus sentimentos?
Sentimentos de paixão, que me ficaram no coração...
Hoje guardados na memória!
Esta é a minha harmonia, não algo de absoluto.
O sentido do limite,o sentido profundo da minha existência.
Os pensamentos são cruéis, gerir as palavras que uso passa da melancolia à frivolidade.
Partir à conquista dos prazeres,
Amar à velocidade da luz,
Sentir o bater do coração,
Ver o nascer do sol, valoriza para sempre a minha vida.
Faz-me parar e conhecer-me melhor.
E este sentimento fará...
Quando olhar para trás, nunca me sentir perdido, pelas saudades do tempo.
Foi assim que cresci, em todos os sentidos, num submundo de cheiros intensos.
Passei a pensar de uma outra forma na vida, a dar valor ao que realmente tem valor, quando olho para trás.
Mikii
(Foto da Net)

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Quero voltar a ser menino

Quero voltar a ser menino...
Na infância reside o segredo do fascínio
Um espaço íntimo...
Constrói-se um jogo de espelhos, onde olhamos
e somos olhados.
Os olhos sempre a brilhar...
Quero voltar a ser menino
Refugiar-me no meu mundo,
fechar-me numa concha invisível,
esperar pelas ondas e sonhar.
Quero ser um barco atracado,
marcado pelo amor e pela esperança.
Quero voltar a ser menino,
para descobrir o segredo que se esconde,
estar perdido sem uma causa,
apesar de ser feliz.
Quero descobrir o quanto o meu coração bate,
sentado lá no alto com os meus gestos
de encantar.
Quero voltar a ser menino,
para ler, reler e guardar, uma vida de paixão,
sonho e mudança.
Uma mudança inesperada, na memória da minha vida,
que lá no horizonte suspira.
Quero voltar a ser menino...
E olhar para ti.

Mikii
(Foto da Net)

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Tantas voltas que eu dou

Porque me ensinas a chorar?
Tantas voltas que eu dou
com as memórias que ficam...
A alma enche-se de alegria, de tristezas
e de porquês...
Sou distância vencida pelo tempo
sem intensão de acordar.
Tantas voltas que eu dei...
onde... dei asas aos meus sentimentos.
Entrei na minha alma, nos meus pensamentos,
quando estes me decidem assombrar.
Por vezes penso... penso...
Na magia do beijo
a magia da saudade, quando volta a paixão...
no abraço de quem me ama.
Porque me ensinas a chorar?
Tantas voltas que eu dou...
Tanto amor que eu senti, e nem todas as palavras do mundo
são suficientes para descrever a tua presença.
Porque me ensinas a chorar?
Posso sorrir?
Porque alimentas quem te procura,
de forma tão saciante...
Cada palavra tem um sentido, uma força,
uma esperança ou uma coisa qualquer
demasiado complexa para se explicar.
Tantas voltas que eu dei...
Tudo me faz lembrar
todo o amor que eu senti.
Porque me ensinas a chorar?
A felicidade vive-se construindo momentos
fragmentados, mas que são vividos
e ficam na mémória.
Há dias que entendo... outros não!
Tantas voltas que eu dou...
Porque me esqueci das estrelas?
por gratidão ao sol?
Ou... porque me ensinas a chorar...
Mikii
(Foto da Net)

Voo em busca de soluções únicas


Voo em busca de soluções únicas
Quando me sinto bem é de memórias
que faço o meu passado, a minha vida
o meu imaginário.
Alguns dias passam a correr, enquanto outros
se arrastam interminávelmente.
Sigo caminhos escolhidos e impostos
nos momentos de loucura,
naquele intervalo suspenso em que eu não estou,
no lado mais gostoso da vida.
Crio uma aura de encanto,
as sementes dos meus sonhos.
Voo em busca de soluções únicas,
mostro um lado meu que é desconhecido
O meu lado mais romãntico.
Então tudo muda...
Vale a pena tanto sonho e tanta esperança,
numa margem em que a mente possa voar
em busca de soluções únicas.
E a novidade nasce com a mudança,
no entanto, a vida tanto habita o quotidiano
como o sonho.
Uma viagem ao interior do caos,
em que me tornei, nos pedaços
do passado que estão bem vivos no presente.
Quando o sofrimento é sentido,
à flor-da-pele, há uma porta de saída
para a dor que rasga e dilacera a alma.
É algo que acontece num abrir e fechar de olhos...
É o fantasma de todas as minhas vidas
a ganhar raízes na alma,que se bastam a si próprias.
Hoje nos momentos mais inesperados,
fujo, respiro fundo, e continuo em frente.
Voo em busca de soluções únicas.
Procuro a chave para ler...
a realidade de mim próprio.

Mikii
(Foto da Net)