quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Os Degraus do Destino


Passo a passo...Degrau a degrau...
Todo o luar das noites transparentes,
uma incerteza...
porque quero oferecer-te a paz de um sonho aberto.
Uma esperança
e tão perfeito é o azul do céu!
Os degraus do Destino...
e eu ali tão perto, tão real
a lua lá longe contempla-me,
passo a passo... degrau a degrau...
sem destino, sem medo, sem pudor!
Tenho os degraus à frente
e o infinito como destino.
Não sei como dizer-te , mas o meu ser
procura-te...
Atravesso a imensidão do desconhecido,
mas será aqui o meu destino?
Ou continuarei uma busca incerta
dos soonhos e das minhas paixões?
Passo a passo... Degrau a degrau...
caminho, como caminho na areia da praia...
o meu corpo nu!
Nu de roupa e sentimentos,
nos degraus do destino,
nos fragmentos que se desmonoronam...
Como se o tempo fosse um sentimento
numa busca incerta da minha personalidade...
Ausência, sim!
Sentir falta de ti, por tu não estares,
certezas ao contrário, por estar só.
Passo a passo... Degrau a degrau...
e a lua a fundir-se nas núvens,
mas ali não encontrou nada...
Ser livre é querer ir e ter um rumo
e subir sem medo!
mais um degrau, mais uma dúvida...
pelo sonho é que vou comovido e mudo,
e por vezes sorrio ou choro!
pergunto: Quem sou?
O que procuro?
mais um degrau e não obtenho resposta
e chamo-te numa voz sem palavras
carregada de lágrimas...
Passo a passo... Degrau a degrau...
caminho para o alto, onde há espaço.
Tento subir mais um degrau...
Vou perdendo a esperança!
faltam já as forças, a esperança de te encontrar,
ao frio suave,
obscuro e sossegado.
paro...
e de súbito desaba o silêncio!
É um silêncio sem ti
faltam poucos degraus e ainda não
encontrei o meu destino.
Penso...
Vou subir mais um!
Aproximo-me da lua
a imaginar, a imaginar
as formas, as sombras,
a luz que descobre a lua
nos degraus do destino.
passo a passo...degrau a degrau...
subi...
então encontrei!
cheguei ao meu patamar!
para mim não há mais degraus por onde seguir.
Ali estava eu... nu!
No meu destino, no meu último degrau...
E lá estavas tu, envolvida nos braços da lua.
Fui buscar-te; segurei a tua mão e trouxe-te
e aí...
Encontrei nos degraus da vida,
o mais lindo destino que foste tu.

Autores: Mikii & Cute
(Foto da net)

Vou subir ao Céu

Vou subir ao céu, pegar numa estrela e trazê-la!
sentar-me à beira mar
a olhar o infinito,
ver os barcos a navegar,
deitar-me na areia e sentir
a maresia do mar...
para que as palavras na sua desordem,
busquem uma razão para explicar
algumas vivências.
Porque hoje apetece-me presentear-te!
Vou subir ao céu, pegar numa luz
e trazê-la!
Tu és tudo para mim...
És a minha lua, o meu sol!
Vou subir ao céu
à imensidão do silêncio,
porque a mansidão é aparente
e a calma ilusória
e apanhar uma estrela e trazê-la!
Vou subir ao céu...
e deixar que as minhas palavras,
desçam e te cubram de amor e carinho
sem tempo e fora do espaço
e guardar o mais profundo silêncio...
Vou subir ao céu...
e aí vou mergulhar nos teus olhos
ouvir uma linda canção
sob o mágico sopro dessa luz.

Mikki
(Foto da net)

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Quando vi o mar


Pelas vezes que vi o mar
Vejo apenas alguns fragmentos…
Não me perderei... não te esquecerei...
Se gosto quero muito!...
Esse muito que é meia felicidade
Para que tu olhes o pôr-do-sol
E te lembres que amanhã alguém vai continuar
A lembrar-se de ti com carinho,
desespero e ansiedade…
Vida a pulsar!
Insensato, mil defeitos
Únicos! Outros eu já esqueci…
Há brilho, versos e rimas,
que me fazem aconchegar em teu regaço,
no teu abraço doce, caloroso, viciante.

Pelas vezes que vi o mar...
Tão perto que se fecham os meus olhos com meu sonho
Eu parecia uma flor e tu eras uma abelha sedenta do néctar
Sedenta de carinho, sem preconceito e condição.
Dentre as nuvens escondidas
Sinto a tua essência que deixa
O teu perfume disperso no ar…
Em lembranças, frustrações,
Como pétalas secas de uma flor.
Iluminas a minha vida,
Penso que tu és vida
Sendo a minha meta… metade…
Perdoa ao mundo quem já te feriu,
E deixa de lado os sentimentos,
que corroem a alma.

Pelas vezes que vi o mar…
nada melhor que águas cristalinas.
Enterro os pés na areia,
o molhado e o frio percorrem milímetro a milímetro
os sítios mais escondidos do meu corpo.
Não existe tempo nem barreiras…
Prefiro o nó na garganta às lágrimas que brotam
do mais profundo do meu ser…
Tudo se renova
Novas conquistas,
Novos amores,
Novos conhecimentos…
Limito-me a permanecer invisível e deixar
meros sonhos para trás, pois sabia
que se os perdesse , viveria na solidão.

Pelas vezes que vi o mar
Reconheci o que eu pensava ser felicidade
Eu cai, eu sofri, mas a culpa nem é tua,
Nem minha, nem de ninguém…
Não posso controlar os meus sentimentos…
Eu apenas sinto! os momentos de fraqueza,
capaz de me manchar, os olhos de lágrimas.
Momentos que não serão esquecidos,
que hoje recordo, como fragmentos de consciência
que o vento não sopra, a minha fala fica rouca,
mas mesmo assim em todos os momentos,
quando me perdi, tu apareceste fazendo-me rir
do que aconteceu e com medo olhei tudo ao meu redor.
Pelas vezes que vi o mar.
Ei-la que surge de mansinho, no meu abrir de olhos ao amanhecer.

Mikii
(Foto tirada da Ilha do Baleal)

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Queria Odiar-te...

Este texto foi escrito no dia 24 de Janeiro de 1988

Queria odiar-te...
talvez nunca chegues a ler esta mensagem...
hoje vim buscar palavras ao teu presente...
mas encontrei-as no meu ontem!
na distância que me separa de ti,
na chama que me alimenta,
na ausência do que desejas!
mas o amor é assim mesmo...
o amor é um querer e não ter
é um ter e não saber, respeitar...
Olha em teu redor
os sonhos vazios... de nada.
A tua face não mente
A vida... acho que te enganou!...
Sonhos lindos
começam-se a desvanecer.
Já não tens tempo!
Queria odiar-te...
mas nem isso consigo...
as memórias ficam,
perdidas algures no infinito
onde o amor não passou de uma fantasia.
A vida cheia de rancor,
o coração ferido de dor.
Queria odiar-te... mas
hoje vim buscar palavras ao teu presente...
mas novamente encontrei-as no meu ontem!
num tempo perdido.
Tempo de ver o que ainda não vi
encontrar-me com as mágoas
ao fundo daquela estrada.
Queria odiar-te...
a tua imagem... expulsei!... de mim!
queria odiar-te...
é tão fácil magoar um coração...
é taõ difícil entender,
e interpretar o silêncio...
Queria odiar-te... mas
se um dia sentires saudades
e em mim pensares,
por mim procurares
e não me vires à tua espera!
é porque parti...
Mikii
(Foto da Net)

Dou-te o meu Coração...


Dou-te o meu coração...
Cansei-me da solidão das palavras
o olhar fica perdido para lá do tempo!
quantas vezes me questiono
sobre as palavras que escrevo...

Dou-te o meu coração...
e tento encontrar o que em mim se perdeu!
onde teci palavras de amor
onde o corpo aqueceu ao sabor da paixão
onde o único alimento foi o sentimento.

Dou-te o meu coração...
e as tuas palavras invadem-me a alma...
quando tudo o que quero é viver dentro dele!
as minhas palavras são gritos de amor
que me preenchem em noites de solidão.

Dou-te o meu coração...
pergunto-me poprque perdemos tempo
quando unimos os corpos
e o prazer de nos possuír-mos
é a delícia sem fim.

Dou-te o meu coração...
acordei pronto para voar
nas canções de amor
e na suavidade do querer elevo os pés
num bailado de cor onde canto o amor.

Dou-te o meu coração...
e depois amor!...
estranhas palavras estas, que nos queimam
por dentro e nos traçam horizontes
de paixão e loucura.

Mikii
(foto da net)

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Carta ao Pai Natal 2010



More Christmas Lights Comments

 cartões e gifs animados




More Christmas Lights Comments

Olá Pai Natal...

Um bom Natal de 2010
Como Vais?
pelos vistos melhor que o Ano passado!
Cá estou eu mais uma vez a fazer pedidos em vão!...
Não!!!
Não te vou falar no ano passado, até porque já passou e não vale a pena perder tempo com o que não interessa.
Fica-me a sensação de frustração e de revolta, quando alio os meus sonhos à minha força de vontade, consigo o impossível na luta da minha vocação contra o lado negro da força do mal.
Por vezes limito-me a manter os olhos fechados, para ver… aquilo que tu não vês…
Sempre gostei de conhecer pessoas, que me ensinassem qualquer coisa. Pessoas interessantes, com a vida vivida de corpo inteiro.
A vida tem-me oferecido algumas coisas boas, aprender para poder voar sempre, mesmo que seja rente ao chão.
A aceitação é uma arte difícil de dominar, e eu não sou o tipo de pessoa que vive a vida agarrado a desejos e esperanças…
Prefiro continuar vivo, a vida interessa-me muito, tenho uma só ambição… viver
Viver a olhar para toda a gente, toda a gente me interessa, viver e olhar para os outros e ser justo com aqueles que me rodeiam, com quem estou.
Pai natal olho para os que ficam ao meu lado e lembro-me como são importantes para mim.
Faz parte de mim viver a vida na plenitude, porque a memória é uma dessas permanentes que passam devagar, muito devagar.
Identifico-me com aquilo que possuo e não com aquilo em que acredito, luto pelo que realmente vale a pena.
Fujo a uma realidade que não está à altura dos meus sonhos em busca da tal plenitude existente.
Fico grato por aquilo que tenho e também com aquilo com que posso contar.
Mais um ano que passa, com tudo o que isso traz na minha vida. Novas vivências, experiências, aprendizagens…
Só porque é Natal, por vezes limito-me a manter os olhos fechados para ver…
Ver as crianças que sofrem, os idosos maltratados, mulheres mal tratadas, a solidão, o abandono, o desespero, o tempo a morte, a urgência do amor, perante a própria vida…
Caminho pela rua, sinto a carícia dos olhares esquivos, de quem sofre…
È Natal, o momento define bem as crianças que sofrem, como uma miragem fugaz…
Pai Natal! As crianças de rua, com o ranho no nariz, os pés descalços, com manchas de sujidade de quem não sabe o que é um banho quente, que dormita em qualquer buraco ou arcada, onde o frio e o vento gelam o sangue…
È Natal e tu criança que sofres e permaneces misteriosa, com o contraste do escuro e o triunfo da luz garantida da vida, nesses olhos que nem tem cor cintilantes e tristes com alguma profundidade.
Pai Natal…
Procuro o conceito do tempo porque é Natal…
Sacudo as ideias feitas sobre uma atitude.
Porque não é natal todos os dias?
Se temos crianças maltratadas, violadas, escravizadas… num antro de abandono e engano!
Diz-me Pai natal!
Afinal o que é a vida?...
Um livro de páginas em branco, que vamos preenchendo, umas vezes com prazer, outras nem tanto…
Então não dizes nada?
Há alturas em que é extremamente difícil digerir e racionalizar sentimentos, tudo se torna motivo para questionar, até as coisas aparentemente mais simples e que normalmente fazem parte do nosso dia a dia, se tornam estranhas ao meu olhar…
Pai Natal vais ter de ouvir o que tenho para te dizer até ao fim… ouvir, compreender, sofrer é o que fazemos o ano inteiro…
Transmitir é o que fazemos… transmitir por palavras que ficam muito além da realidade do sentir, que em cada um é assumido de uma forma diferente…
Curioso…fazemos sempre prevalecer a tua vontade que é controlada pela mente, mas quanto ao sentir…esse parece não ter vontade própria…
Pai Natal… não consigo traçar as linhas do teu rosto… no entanto gostaria de te fazer sorrir… mas… não há palavras, nem gestos, nem vontades que comandem o sentir.
O olhinho a brilhar e a luz da ambição acesa no rosto.
Vou ser mais claro: O mundo está tão perigoso que, mesmo tendo cuidado, nada me garante que a coisa me caia em cima, caia ali mais um pouco ao lado, quando o arrepio que nos percorre a espinha cessa e o aperto que nos oprime o coração se desfaz…
Pai Natal! Será que há futuro?
Políticos…
Com as palavras são os melhores… muito melhores que eu! Doutores, sábios, inteligentes, enciclopédicos, comentadores, Ilustrados, mas também…mentirosos!
Com menos dons, capacidades, potencialidades, virtualidades, dotes para compreender, com exactidão e rigor, o que se lhes comunica… ou o que nos comunicam!
Será que depois de uma noite de merecido descanso, e daquele sono que só experimentam os que se deitam com a consciência tranquila, o Sr. Primeiro Ministro, ou um Ministro qualquer se levanta e vê o país desata a tremer e foge, dizendo aos gritos: Vamos Afundar!
Diferente do sentido literal, usando a expressão
“levar com a coisa em cima” em sentido figurado, ou metafórico quando me refiro a:
Submarinos, TGV, Casa Pia, inundações, subida de Taxas de juros, perseguição à Função Pública, quando quem não pertence à F.P é que consegue fugir aos descontos declarando 500 e
arrecadando mil por fora…
Ou ainda mais perigoso do que o mundo… Que eu cá não quero ficar atrás do Mundo.
Dizem que estas coisas nem sempre são o que parecem, anda meio mundo a enganar outro meio, e às vezes tem-se fama sem proveito, neste país onde, reina a insuportável sensação de intranquilidade, de insegurança, de desconforto, de mal-estar, de suspeição, de desconfiança.
Pois é Pai Natal …o que prova que embora vivamos num país escuro, ainda há gente lúcida no Mundo.
Sem falar já do medo que em Portugal, se tem, de ter medo.
Que tal sermos Espanhóis?
Calma… Pai Natal!!! foi só uma pergunta.
Com estes acontecimentos a minha alma espelha o negro da escuridão que vivemos, sangra o meu coração, cada gota derrama-se sobre o meu peito.
Pai Natal andas distraído… ultimamente tenho-me apercebido desta realidade! Apesar da vida que sinto em mim, é inevitável a sensação de vazio que se alojou na minha alma.
As linguagens mais radicais que se possam imaginar fundem-se num todo harmonioso, vivemos num tempo muito precário, com devastação ambiental, instabilidade económica, guerras religiosas e consumo excessivo, num cenário global de pobreza extrema.
Pai Natal o mundo é uma tragédia injusta, quando oiço ou leio coisas como estas:



More Christmas Lights Comments
O pai Natal a sonhar
Que no mundo já não há dor
Muito riso muita alegria
Com muita paz e amor




More Christmas Lights Comments
É somente mesmo só a sonhar Pai Natal, porque a dor existe ao contrário da paz e o amor que teima em cada vez desaparecer mais...
Riso e alegria é só par alguns.
Hipocrisia que só se vive na época Natalícia… o consumismo desmedido…
Porque não é Natal todo o Ano?
Pai Natal… as pessoas não entendem como o carinho pode ser sentido nestas alturas, para logo de seguida a 26 de Dezembro tudo se esquecer e só voltar a ser lembrado quando se voltam a ver as montras enfeitadas, no ano seguinte e lá vem novamente a onda de carinho para quem precisa… elas não entendem como essas pessoas precisam de ser amadas o ano inteiro.
Pai Natal vê lá se fazes alguma coisa neste ano, para que cada um possa depender de si mesmo, e não passem o tempo todo a correr atrás de bens materiais, e fiquem alheios aos sentimentos, e desconheçam o sentido das palavras: amor, carinho, confiança, dar.
Sinto pena das pessoas grandes… por isso sou pequeno, mas aceito-me tal como sou, compreendo quem me rodeia, é bom ser quem sou.
Chego a sentir-me revoltado comigo mesmo, porque me acredito como um fraco, alguém que não é capaz de simplesmente ultrapassar e seguir a jornada, procurando por outro foco de luz, um diferente horizonte, um outro céu… no fundo, uma outra direcção, algo que me conduza a um destino diferente que esta existência, onde intercalo dias de melancolia, com dias de aceitação que devo seguir uma diferente estrada…
Como ser racional que sou, é-me total e absolutamente evidente que aceitar não é a melhor opção a seguir.
Pai Natal desculpa se te estou a maçar mas há coisas que tem de ser ditas e é pena as pessoas não saberem o que é Amor.
Amar não é anular as necessidades de cada um, é estar presente nas necessidades dos outros, porque amar, não é anularmo-nos uns pelos outros, é caminhar lado a lado cada um com as suas diferenças.
Porque amar, é dependermos uns dos outros e afirmarmo-nos enquanto indivíduos para que possamos receber, mas sobretudo dar…
Porque amar, não é transformarmo-nos num consumo desmedido em meia dúzia de dias enquanto o Natal passa e ficam 360 dias esquecidos do sol que aquece e dá cor á vida…
Pai Natal… Nada é mais belo do que a partilha de sentimentos e momentos, mas, para que possa partilhar, abro a janela e deixo a brisa entrar, preciso primeiro afirmar-me enquanto pessoa, enquanto ser humano.
Pai Natal…
Eu desejava pedir-te!
Mas nem sei como te dizer…
Não! Não! é nada para mim…
Só assim poderei dar um pouco mais de mim mesmo aqueles que pacientemente, mesmo nesta fase de interiorização, esperam sem cobrar atenção, e que mesmo sem ganharem um sorriso o ano inteiro distribuem respeitam e compreendem e silenciosamente marcam a sua presença com um olhar, carregado de amor que ajuda e faz a diferença…
Por vezes mais que as palavras, as atitudes são as que marcam a diferença, a presença deles mesmos transmite-me o alento que necessito para continuar a dar de mim…
Estou quase a terminar…
Pai Natal…
Para me despedir queria pedir-te para estares atento este ano,
Desejar que a violência não mais exista, que os homens façam um amanhã melhor, sem matar sem brigas sem destruir a nossa natureza, as praias florestas e animais…
Quero também desejar que num piscar de olhos, os políticos deixem de roubar e olhem mais para os seres humanos que sofrem no mundo.
Que os que têm muito partilhem com quem nada tem e que a mão de Deus seja colocada em cima dos nossos ombros dando-nos a direcção certa por onde seguirmos…
Desejo também que cada ser humano seja mais alegre mais doce, que em 2011 as pessoas comecem a pensar diferente que todos façamos uma corrente de amor e união.
Desejo muita paz, muita saúde e humildade para todos os seres humanos.
Abraços de quem gosta de viver e sonha com um mundo mais igual.
Pai natal… desculpa se te macei, mas isto tinha de ser dito…
Pai Natal …
Queria também desejar-te boas festas.
Feliz Ano de 2011.

Mikii
(Fotos da Net)

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Feliz Natal


Desejo a todas as pessoas que visitam o meu blog, aos que deixam os seus comentários e aos que passam só de visita...Enfim a todos aqueles que me estimam e a quem eu estimo também.



Um Feliz e Santo Natal para Todos



Mikii

Mãe

Aqui deixo esta pequena homenagem à minha mãe que hoje completa 67 aninhos, que Deus lhe de muita saúde e muitos e longos anos.



Quando eu estava pronto para nascer perguntei a Deus:
Meu Deus para onde me estás a enviar?
Como é que vou viver lá, assim pequeno e indefeso?
E Deus respondeu-me: “Entre muitos anjos, eu escolhi um especial para ti”
Ela está à tua espera e vai tomar conta de ti.
Oh meu Deus, se eu estiver pronto para ir agora, diz-me por favor, o nome do meu anjo.
E Deus respondeu-me: “ O teu anjo chama-se MÂE”.
Maria é o nome da minha mãe?…
Foste escolhida para ser minha mãe…
Como posso falar de alguém tão precioso que me deu o seu corpo como abrigo para que pudesse vir ao mundo da maneira mais saudável possível…
Mãe tu que me esperas-te com tanto carinho no teu ventre, ensinaste-me os primeiros passos, as primeiras palavras, tu a mulher que me pegou ao colo e que sempre me deu tanto amor.
Fui realmente privilegiado quando nasci no seio desta família maravilhosa. Essa é a razão do amor que existe entre nós.
Mãe, como sou grato por Deus me ter dado a mim uma mãe tão maravilhosa, que soube tornar-me num homem feliz e realizado.
Mãe…
Ter nascido de ti é o maior presente de Deus.
Receber a tua presença amiga é todo o conforto que um filho pode desejar.
São tantos os adjectivos, tantas definições que numa só palavra eu não conseguiria dar uma definição.
O teu amor de mãe é tão profundo como o oceano, consegue acalmar inexplicavelmente o meu coração com palavras de amor, e com o teu jeitinho especial, consegues mostrar que para ser feliz basta amar de forma simples e intensamente todos aqueles que de alguma forma Deus colocou na nossa vida.
No teu rosto, vejo estampado o amor, nos teus lindos olhos verdes o brilho e a luminosidade das estrelas do céu, que me guiam na direcção correcta, nos teus gestos sinto a firmeza de continuar por esse caminho tão cheio de conflitos que se chama vida.
Minha mãe…
Agradeço-te pela vida, ensinamentos, cuidados, amizade, lealdade, cumplicidade e por tudo o que és na minha vida até ao dia de hoje, porque mesmo na escuridão deste mundo, tu consegues iluminar o meu caminho.
Agradeço todos os dias por te ter minha mãe, pois muitos já não a têm. Foste tu que me ensinaste a ser menino, homem, pai. Ensinaste-me a amar, perdoar, a ouvir e a falar. Aprendi também a ser luz, sem dar à luz.
Tu minha mãe és a excepção ás estrelas…
As estrelas parecem ser eternas mas não são. Elas nascem, vivem e morrem…
E tu minha mãe viverás para sempre no meu coração…
Tu és o sol, estrela, com luz própria, que iluminas e aqueces o meu viver.
Não tenho palavras para decifrar tudo o que sinto… posso apenas dizer:
Mãe amo-te muito e agradeço a Deus a cada minuto de ter caído no teu ventre e poder ser chamado de teu filho.
Muitas vezes ralhas-te, não por falta de amor. E também por amor disses-te vários Nãos nesta vida, mas contigo aprendi a ser forte.
Hoje olho as tuas rugas e relembro toda a dedicação e carinho que sempre dedicas-te: noites de sono, febres, remédios, médicos, hospitais e tudo o que suportas-te em prol de nós.
Ouvir a tua voz é algo de emocionante que chega a ser difícil de explicar…
Mãe não posso pensar em te perder…
Um dia numa outra dimensão, se eu tiver outra chance com certeza que escolherei ser para todo o sempre teu filho.
Amo-te do fundo do coração.

glitters

Recados, Fotos, Imagens - Torpedo Gratis

Parabéns Mãe…
Foste a escolhida
De entre todas as estrelas,
porque o teu brilho resplandecente
guarda dentro de ti o dom da vida.
Foste a escolhida…
Brilhas-te sozinha no palco da vida
puro amor sem distinção,
a sabedoria infinita da preocupação,
arte profunda do amor ilimitado.
Foste a escolhida
Mãe amorosa
Mãe delicada
Mãe guerreira
Um anjo enviado por Deus
Mãe simples,
Mãe leal
Mãe virtuosa
Mãe amiga
Mãe culta
Mãe mulher
Mãe inteligente
Mãe maravilhosa
Mãe expressiva
Mãe linda
Mãe digna
Mãe gentil
Mãe Sofredora
Mãe absoluta
Mãe única
Mãe Bela
Mãe feliz
Mãe livre.
Foste a escolhida
Por seres isso e muito mais.
Luz que brilhas na minha vida
Meu porto seguro
Mãe bonita
Mãe alegre
Mãe ocupada
Mãe preocupada
Mãe Estrela
Estrela mãe, estrela avó,
Estrela sempre
Teu amor enche a minha alma
Parabéns…

Mikii


Entre o sonho e a alma


Quem te rouba a alma?
quem te rouba o sonho?
Apenas em ti reside o poder…
O poder de crescer
O poder de aprender
O poder de sentir
O poder de reflectir

Quem te rouba a alma?
Quem te rouba o sonho?
Apenas em ti reside o poder…
O sonho de não morrer
O sonho de viver
O sonho de não fugir
O sonho sim de agir

Quem te rouba a alma?
Quem te rouba o sonho?
Apenas em ti reside o poder…
A alma numa emoção
A alma numa ilusão
A alma na desilusão
A alma da solidão

Quem te rouba a alma?
Quem te rouba o sonho?
Apenas em ti reside o poder…
O poder escasso, fugidio e fugaz
O poder que escapa, corre e voa
O poder de não chorar
O poder de dar e amar

Quem te rouba a alma?
Quem te rouba o sonho?
Apenas em ti reside o poder…
Da cura que o tempo trás
Do amor que preenche o teu coração
Da alma para que não mais doa
Do sonho no sentimento que ficou para trás.

Mikii
(Foto da Net)

domingo, 12 de dezembro de 2010

Perdido de Amor


Perdido de amor
escrevo o teu nome na areia
pergunto á lua quem foi que te levou de mim
tudo parece magia
mas não te sinto ausente.

Perdido de amor…
meu desejo é profundo
rendido á paixão por ti
chama que eu vou
suave como o vento.

Perdido de amor
eu vou vivendo um sonho
sem rumo certo
suave como o vento
nem sei explicar o que senti.

Perdido de amor!
Não posso continuar
se é para me fazer chorar,
porque nós dois estávamos mortos,
Secos, vazios.

Perdido de amor…
sei que é pouco para ti
a lua e o sol
orvalho de amor
foi pura ilusão o que vivi.

Perdido de amor…
e se por magia
vou esquecer
nas asas do vento
essa mistura de saudade e dor.

Perdido de amor!
rendido à paixão por ti
procuro desculpas
não te vou esquecer
deixa-me sonhar mais uma vez.

Mikii
(Foto da Net)

sábado, 11 de dezembro de 2010

Susana

Teu olhar brilhante num pôr-do-sol,
traz a beleza de um girassol…
Estou aqui…
Trago um anjo para ti,
para iluminar o teu caminho,
para colocar ordem na tua vida,
para tu teres a certeza
de que ele está do teu lado
em todos os momentos.
Estou aqui…
Volto a pedir o teu abraço,
aureolado de uma luz mágica,
como alguém que anseia por mudanças,
aventuras, viagens, buscas tudo que seja novo,
excitante e inesperado.
Teu olhar brilhante num pôr-do-sol
secretamente
traz a beleza de um girassol…
Sabes o que queres da vida,
e também como lá chegar.
Em qualquer situação
na tua tristeza e na tua alegria.
Estou aqui…
Flor do Lírio!
Quando um dia concluíres,
que nada realizas-te,
daquilo que tu sonhaste…
Depois de um dia stressado
Olhares profundamente o passado,
e nem tudo o que querias se tiver realizado…
Quando um dia descobrires,
que nem sequer amas-te!
os bens que da natureza herdas-te...
Ajoelha-te de mãos postas para cima!
E sonha!
Sonha os sonhos que iluminam o horizonte,
que dão sentido aos teus passos,
recebem o teu olhar,
que te fazem ser e não ser,
querer e não querer,
ter e não ter…
Sonha…
O tempo de olhar para a frente,
para o futuro,
o tempo de olhar sempre para trás.
Tu és intuitiva, inspiradora e retraída.
Sonhas em usar a mente, ser intelectual,
Cientifica, filósofa ou mística.
Teu olhar brilhante num pôr-do-sol,
traz a beleza e a brancura do doce do lírio.
E o anjo?
Mesmo que te esqueças dele ás vezes,
ele estará sempre ao teu lado
a ajudar-te e a dar-te conselhos,
conduzindo-te na tua estrada,
as vezes triste,
outras vezes alegre…
Estou aqui… eu e o teu anjo!
Ele vai dar sempre o melhor de si
para te ajudar, e em troca disso
ele só quer que acredites nele.
Não precisas saber o seu nome
basta lembrares-te dele como uma luz,
a iluminar o teu caminho e tu podes ter a certeza,
de que ele é a imensa luz que não se apaga nunca
que não fica fraco, e que jamais perde a sua força
e o seu brilho.
Um lindo anjo para ti,
como a flor do lírio ao pôr-do-sol
que tu possas sempre contar com ele,
sempre... sempre...

Mikii
(Foto da Net)

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Tomas-te conta do meu coração


Tomas-te conta do meu coração,
não existe tempo, nem distância,
e muitas vezes esqueço-me de mim.
È como viver numa ilha deserta,
sem água, sem alimentos, sem luz…
Eu vejo com os olhos do meu coração,
mesmo que, eu não possa ver os teus olhos,
oiço o som da tua voz,
sinto o teu abraço afectuoso.
Sentir-me novamente feliz, não para sempre,
mas como se a infelicidade nunca fizesse parte de mim!
Tomas-te conta do meu coração…
Sou feliz deste jeito,
e ninguém é perfeito…
Não porque sejamos pessoas mentirosas,
mas apenas porque nos perdemos de nós mesmos.
Não sou anjo nem santinho,
nem nunca o poderia ser…
Deixa-me apreciar!
Neste frio arrepiante, irás aquecer-me,
fazer-me ver o mundo mais bonito,
cuja luz iluminará as sombras.
Apenas me consigo guiar pelo balançar sinistro,
oculto difícil de alcançar…
Tomas-te conta do meu coração!
Memórias de um tempo passado,
de tempos que ainda era aprendiz…
Bendizendo coisas, como agradecer!
A fadiga de estar só morreu,
quando te vi mudar de trajectória,
essa trajectória que por menos que seja para ti
para mim cresce a cada dia!
Basta prestar atenção à alma
E dizer … hey acorda… quero ajudar-te!
Ler, perceber, interiorizar…
Quando não nos conseguimos ler a nós próprios…
Seguimos entre o bem e o mal,
Tomas-te conta do meu coração…

Mikii
(Foto da Net)

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Dificil ser Transparente?

Difícil ser transparente!
Hoje as letras estão mudas,
a cidade ficou triste…
Ninguém ouve a música que o vento traz,
palavras amigas, construindo um alicerce por vezes sólido,
fizeram-me simplesmente olhar para dentro,
e me engraçar, com teu jeito menina…
então , deixo-te o meu melhor…
O meu sorriso,
meu maior abraço,
minha melhor história…
a minha melhor intenção!
Difícil ser transparente?
Merecia todas as gotas de suor que derramei!
Acordado não te vou seguir,
não te vou evitar,
apenas vou viver a cada passada conquistada,
não vou dar sinal que aqui estou…
Ninguém ouve a música que o vento traz…
O dia já vai raiando e outra vez saio vagueando,
Difícil ser transparente...
Vejo os rastos dos anjos,
que descem à terra antes do sol nascer,
com belezas tão distintas.
Ninguém ouve a música que o vento traz…
Difícil ser transparente?
Preferimos perder-nos numa busca insana,
por respostas imediatas, a simplesmente nos entregar-mos,
e admitir que não sabemos que temos medo…
Haverá estrelas suficientes para exprimir o calor?
Em belos versos que estimulam o meu alvorecer,
caberá a cada um de nós,
ouvir a música que o vento nos traz.

Mikii
(Foto da net)

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Beijo


Sonho acordado
deparo-me com o teu reflexo na água,
é inevitável,
o teu rosto é inesquecível.
O teu beijo…
Um beijo fica marcado na face para a eternidade,
assim como:
Rir…
Chorar…
Cantar…
Gritar…
e até mesmo falar sério.
Um beijo é uma ligação, que me faz tão bem!
Ás vezes quando me estou quase a afogar,
é em ti que eu penso,
a dar-me a mão e um beijo…
Contemplo o beijo, mudo, surdo, sem cor,
e tento captar o maior vestígio,
que as minhas memórias, simplesmente apagaram,
ou perderam-se nos meus poros.
Um beijo fica na alma…
Sempre com amor, e a partir daí,
com o amor que libertamos,
vamos tecer uma linda história.
Um beijo pode ficar marcado na face para a eternidade,
espremido em lágrimas de dor.
Um beijo…
É a voz do gostar,
É a voz do alertar,
dizendo num simples gesto,
gosto de te beijar.
Um beijo fica na alma…
Quando nos falta o chão, o teto, o rumo…
O beijo…vem devagar…
Você carente precisa de um beijo,
a regar a sua vida, tornando-a cada vez mais linda.
Um beijo fica marcado na face para a eternidade!
Como um barco atracado e ausente,
e lá vem ele de novo!
Os corações palpitam…
Corpo e alma o que será de nós?
Virá perfeito, refeito, desfeito…?
Virá modificado?
E por Deus abençoado?
Porque eles fazem parte do mundo que eu,
tremulamente construí e tornaram-se alicerces,
do meu encanto pela vida.
O destino vai-nos apresentando…
Um beijo fica na alma…
Oculto, vive escuro no meu corpo.
Assim amo-te,
porque não sei amar de outra maneira,
os sentimentos são invisíveis aos olhos,
os beijos aos olhos do coração,
mas ficam sempre marcados na face para a eternidade.

Mikii
(Foto da Net)

Sentimentos...


Todos os sentimentos precisam de um passado,
para existir…
Chamem-me louco, irresponsável, imaturo,
o que quiserem…
Eles criam como por encanto,
um passado que nos cerca…
Mesmo sem olharmos nos olhos do outro,
sem poder estar frente a frente.
Largamos no tempo o pranto e o desamor,
não podemos controlar os nossos sentimentos…
Apenas sentimo-los!
Não percebem o amor que lhes devoto
E a absoluta necessidade que tenho deles.
Sentimentos…
Usamo-los para podermos crescer,
ou descobrir uma nova força…
Sentimentos…
Cuidam-se com a sinceridade,
e banham-se com a honestidade,
porque ao dormir as suas doces lembranças
virão me acalentar…
Sentimentos… como os elos de uma corrente de ferro,
que mantenho guardados…
ou pensamentos e escritos maravilhosos…
Todos os meus sentimentos estão numa folha de papel,
Afagados pelas tuas mãos.
Sentimentos…
Entre loucura e sanidade, corríamos de braços escancarados
e com as bocas sedentas de paixão.
Tirando a pouca ingenuidade que ainda nos restava,
não sabíamos o que fazíamos ali… sentimentos…
E foi ali que nos olhamos pela última vez…
Sentimentos … e foi ali que nos amamos, deitados no capim,
numa noite de verão com a lua a espreitar
e os nossos corpos a suar…
Sentimentos… que digam que vale a pena viver…
Não porque a vida é bela,
mas porque tocamos o coração de alguém
Todos os sentimentos precisam de um passado,
para existir…

Mikii
(Foto da Net)

Transparente


Ser transparente…
É quando explodimos toda a nossa doçura,
o que pulsa e grita dentro de nós,
quando na verdade se agíssemos com o coração,
poderíamos evitar tanta dor…
Continuo a acreditar que ser transparente,
é simplesmente ser sincero,
Não enganar os outros.
é muito mais do que isso,
É ter coragem de me expor, de ser frágil,
de chorar, de escrever tudo o que sinto.
Ser transparente é ter a chance de chegar,
não ficar e já estar pronto a partir…
Aguardar o tempo a sentir a nossa existência,
Namoro, beijo, abraço,
Sou transparente, tenho sonhos adiados
e planos não realizados.
Por isso é que guardo o teu beijo comigo,
Os teus lábios, a tua mão no meu rosto!
Ser transparente …
É valer pelo que somos,
e nada nem ninguém, poder penetrar
nas nossas mentes e derrubar a vontade de amar!
e o querer ser feliz, e de repente gargalhar…
nas noites quentes de verão…
Por ter visto a beleza da Primavera…
e do Outono, as folhas amarelas,
a dourarem o meu sono, no meu sonho de Inverno,
a chuva de prata outrora prometida.
Sou transparente…
E agora envelhecido olho,
esse pouco que se mostra forte,
mas que por trás apenas chora,
no sentimento da perda
sempre onde tem uma sombra da saudade.
O acaso faz tudo parecer tão simples,
As diferenças foram assumidas,
o diálogo a compreensão,
e que eu impotente, não posso abrandar…
A transparência…
É a voz que preciso ouvir,
Quando me falta o chão, o tecto, o rumo…
Tudo o que quero é paz
Voo… Livre…
Sou transparente!

Mikii
(Foto da net)

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Tudo o que vejo em ti


Tudo o que vejo em ti
Estará mudado?
Porem existe algo que consigo dizer
Esse sentimento de ternura,
Amor sem fim!
Não desperdiçava nenhum!
Havia os que nem eram sonhos…
Ou ilusões por trás dos sonhos,
Existem segredos entre nós?
Quando erramos…perdoamo-nos e esquecemos…
Não foi isso que sonhei para mim!
Todos os dias digo que facilmente te esquecerei.
Palavras amigas também as dou,
mas agora há mais porquê me iludir…
Tudo o que vejo em ti!
São os momentos de tristezas,
os momentos especiais,
por me teres concedido a graça do amor!
Por me teres amado
a alma e o espírito…
Existe…o reflexo constante do real,
tudo o que eu sempre soube, que sou.
A imagem que a neblina faz é um convite para a imaginação,
injectas-me o teu lume e em mim faz nascer,
os pedaços de saudade do que outrora fomos vivendo.
Tudo o que vejo em ti…
Teus olhares…
Teus falares…
Esse pouco que escrito aqui, supera o muito.
Finto as tristezas e as amarguras,
choro se tiver vontade!
Não corre a mais leve aragem,
e cada piscar de olhos,
traz-me apenas uma lembrança…
Lições que me fazem evoluir,
Porque quem ama sente, pressente,
mesmo quando o outro está ausente.
Paira o perfume indelével no ar,
que goteja rastilhos de amor…
Eu sei…
Tu sabes…
Tudo o que vejo em ti…
O abraço caloroso,
o elogio sincero,
a palavra amiga,
as noites longas quando não estás.
A mais linda, a mais radiante
como a flor que floresce e leva dentro de si,
a luz, o perfume…
O fio da vida tornou-se mais bonito,
pela certeza que tivemos a coragem de viver,
o que era a nossa história.
Tu és o amor que habita em mim,
Moras comigo…
Andas comigo…
falas comigo…
vives comigo…
Mas… cai-me uma lágrima por não estares junto de mim…
e sofro!
Quando isto é … tudo o que vejo em ti…

Mikii
15 de Outubro de 1987
(Foto da net)

sábado, 27 de novembro de 2010

Lua...


Olá lua!!!
Embora não esteja noite, está escuro e quente,
são tantas as coisas que te quero dizer,
são tantas as emoções que vivo,
por poder estar ao teu lado.
O teu luar é como a saudade,
não se mede o quanto alto pode estar,
mas sim o quanto profundo pode ser…
Aqui, olho o infinito,
sinto um vento frio que me bate no pescoço,
vozes que se alastram e imitam gritos de sofrimento,
de desespero.

Lua… Cheia
Às vezes parecem lamentos melancólicos,
a gargalhar com os teus recados,
decifrando as estrelinhas.
Livre, moribunda… busco-te, lua brilhante
Submerso neste sono, fico à tua mercê.
Gostaria de ser o teu cavaleiro protector,
lembrar-te que o sol nasce todos os dias
para te aquecer,
que carinho é fonte energética.

Lua… Nova
Tua energia é tão forte,
que me embriaga a visão,
sem a conversa da falsa sedução.
Preciso que me leias sonatas,
ou livros de poemas.
Tu fazes parte de tudo o que sinto, e penso!
És minha musa inspiradora,
que me trazes o beijo no clarão do amanhecer…

Lua… Minguante
Ainda serás minha estrela,
Preciso de ti… precisamos um do outro,
Não me leves a mal, não existe responsabilidade
e sim vontade.
Se alguma coisa me consome e me envelhece,
é que a roda curiosa da vida não me permite,
ter-te sempre a meu lado.
Num último suspiro fecho os meus olhos,
e tu beijas a minha alma…

Lua… Crescente
Eu amo esse sorriso!...
Um sorriso que eu não vejo, mas sei que existe,
porque eu sinto… porque quem ama sente!
Vamos amar-nos e cobrir toda a carência,
que invade o meu ser!
Sempre quis um amor que vivesse a felicidade,
sem reclamar dele ou disso.
A partir de hoje,dou-me a ti,
aos teus caprichos de lua.
Ama-me com toda a força,
Que eu guardarei-te com toda a minha alma.

Mikii
(Foto da net)

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Nada Mudou...


Nada mudou, mas tudo mudou…
O tempo parou,
tento disfarçar,
procuro disfarçar o olhar,
medir as palavras, mas
desta vez a solidão está a tornar-se insuportável.
O relógio do tempo...
nesta noite está a ser longo!
Uma guerra mental, cada palavra um massacre!
cada pergunta um mistério,
cada resposta cruel, extremamente cruel…
Nada mudou, mas tudo mudou…
No entanto, chego a entender,
chego a conhecer, mas tenho medo,
afinal, pareço estar a descobrir,
mais um pouco do mundo.
Um mundo cheio de serenidade,
um mundo colorido,
um mundo cheio de afecto,
um mundo cheio de esperança,
um mundo feliz,
um mundo cheio de paz…
Um mundo com olhos de sonhos e ilusões
Onde reina o òdio,
no tempo desmedido!
O relógio do tempo!
Vácuo inexistente…
Nada mudou, mas tudo mudou…
Hoje estou com o coração preso,
preso no tempo...
Num silêncio que me remete a uma saudade,
desesperado de mim mesmo…
Como uma flor que nasce no meio das pedras,
dos sonhos que ainda não morreram!
Tempo... tempo... tempo...
Prefiro a dureza da razão,
a ternura na tua face,
pois de carinho me alimenta…
Mas às vezes magoa, magoa e magoa muito.
Nada mudou, mas tudo mudou…
E aí é que me apercebo que tenho de lutar,
Com todas as minhas forças, por aquilo que quero.
Vozes, murmúrios… Medo…
Ou pensamentos com definição… de quero… tempo...
E quando a noite chegar,
o tempo vai escassear...
no sopro do sono, haverá beijos, abraços, loucuras,
sentimentos que, quando são verdadeiros,
não encontram barreiras,
e a felicidade fica mais concreta,
e canto… e choro…
diante das diferenças,
quando dançamos, eu sinto…
o relógio do tempo!
Nada mudou, mas tudo mudou…
por falta de tempo.

Mikii
(Foto da net)

sábado, 20 de novembro de 2010

Em Busca das Memórias Perdidas

Sem medo da inspiração
Notei que as estrelas timidamente,
por aqui não apareceram
Em busca de memórias perdidas…
Onde o sorriso é porta aberta…
Para não viver debruçado no passado,
Em busca de memórias perdidas.
Da poesia,
Da madrugada,
Dos pássaros,
Do sol,
Da lua,
Do canto,
E das canções da brisa…
Em busca de memórias perdidas!
que me protegem, que me confortam
quando estou cansado,
frente ao espelho…
e jogo-me nos meus braços,
não vejo os olhos, mas sinto a alma!
Todos os meus sentimentos estão ali,
Em busca das memórias perdidas…
No reflexo, há muito levado,
Mas jamais apagado…
Está tudo errado, fiz tudo errado,
aqui dentro há sentimentos,
que o mar não engole
o sol não queima,
o gelo não arrefece.
Em que me confrontas-te num abraço
Correndo veloz demais,
Percorre o meu olhar reluzente
À espera do teu olhar quente,
E não prender o choro,
Conter a gargalhada,
Esconder tanto o meu medo
Em busca dos sentimentos perdidos…
E não desejar ser tão invencível.

Mikii
(Foto da net)

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Preciso...


Preciso de ti! Precisamos um do outro…
Beija-me aqui, sobre as estrelas,
ao som das músicas misturadas,
e deixa o mundo invadir-nos de realidades
beber contigo as alegrias, comemorar as maravilhas
que as ondas não levam,
a inveja que não contamina.
Sombras que sopram ao vento a saudade imensa
com a fragrância suave de jasmim,
creio não mais assaltará as minhas noites,
ou os meus dias, nunca.
Ser transparente é desnudar a alma
tornando-nos mais vulneráveis ao amor,
mostrando que assim é o existir,
desde que ele se foi,
deixando terna saudade.
Preciso de ti!
Teus olhos levam-me à perdição
mais parecem lindos anjos.
O relógio leva-me à loucura
Por mais que o tempo passe
Traz-me lembranças e imagens já vividas,
um afecto de juízo apenas,
que em si só me diz o que perdi
de quando, nem pensei.
Confesso que parei no tempo…
Precisamos um do outro…
E quero bem alto gritar…
Plante vida, colha esperança
Na primavera ou em qualquer das estações,
Tu és a essência da minha alma,
a paz que me acalma…
Preciso de ti! Precisamos um do outro…

Mikii
(Foto da net)

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Lá fora Chove


Chove… a noite cai
Com muito carinho estou a pensar em ti
Confesso! As minhas mãos estão frias,
os teus olhos cobiçam-me
chove… a noite cai sobre mim
tudo virá da mesma forma, como sempre,
profundo, romântico e sem temores

Houve tempos em que sorri,
E tu sorris-te comigo
Houve tempos e…
Chove!
a noite cai sobre mim
Vejo amargura em teu semblante,
Esse pouco que nunca existiu antes
Esse pouco baseado na ilusão do sentimento,
Custa desistir, custa abandonar,
Vou esquecer o sorriso que me denuncia.

Chove… a noite cai sobre mim!
Penso em ti quando a minha vida abranda,
Fazes-me sofrer, mas por outro lado sorrir.
Só que o fio da vida não pode ser arrebatado,
os fios que interligam a minha e a tua vida.
Procurei o melhor de mim,
posso não ser compreendido,
não posso fugir do mundo.

Chove…
Teus olhos fazem-me viajar,
Nas horas tristes, nos momentos de prazer
As lembranças terei sempre,
guardadas no meu coração
acredita em mim!
O tempo corre sem parar,
não há ninguém!
porque tu estás sempre presente no meu coração.
Cada dedo aponta para mim
Lá fora chove…
O brilho do olhar pelas coisas boas e simples
Segura-me como se não houvesse amanhã.
fica mais fácil sorrir
Onde melhor se sente a veracidade das palavras
Chove… a noite cai
E o amor vencerá.

Mikii
(Foto da Net)

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Descubra os Seus Inimigos


É bastante difícil pensar que o amor da sua vida ou o seu melhor amigo podem transformar-se em inimigos. Mas ainda que pareça uma crueldade identificar as pessoas queridas dessa maneira, há que fazê-lo!!! a única coisa que conseguem é tornar os seus planos num calvário insuportável.

Só tem de manter-se atento a todos aqueles que respondem a estas características.

Os Partidários (aparentes, claro) dir-lhe-ão que querem ajudá-lo e que concordam com o seu objectivo. Além disso irão gozar consigo por causa disso e, para o cúmulo, justificar-se-ão dizendo que o fazem porque gostam de si. Faça orelhas moucas a estes comentários!

Os Cépticos dirão que é uma questão de genes e que nada dá resultado, se está mal disposto, vão deitar a culpa a outra coisa e convencê-lo que ontem tinha melhor cara. Não se cheteie com eles, mas, sinceramente, não lhes preste muita atenção.

Os Traidores vão criticar o que pensa, por vezes envergonha-lo. Vão acusa-lo de falta de vontade e insistirão que, se realmente quisesse já tinha resolvido o problema. Afaste-se dessas pessoas enquanto é tempo.

Os Pessimistas, não vão gozar, mas vão fazer todos os esforços para que disista. Não vão ajudá-lo pelo contrário, vão aborrecer-se consigo, porque segundo eles , está a atentar contra o seu bem estar. Não perca tempo a tentar convencê-los do que faz e dedique os seus esforços ao seu plano.

Mikii
(Foto da Net)

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

A Madrugada Fria


O dia parece não chegar…
e a madrugada fria volta a mim…
Tu podes estar longe, muito longe sim
os teus olhos perseguem-me,
o teu olhar é penetrante…
Relembro que o mundo aguarda o teu olhar…
Olhos castanhos , sorriso encantador,
que não cobra.
Enxuguo as lágrimas
E encontro nos retalhos da minha inconsciência
a mesma paixão crescente
como se fosse hoje,
o tempo em que me perdi.
Como posso odiar-te, se sei que te amo?
No inicio as palavras que tanto desejas-te esconder,
Disseste-as de forma complicada,
Para que eu não as pudesse entender.
Não quero nem tento,
livrar-me de um passado
são estes os momentos que consigo saber
o que pretendo.
Instantes estes que estou junto da escura solidão
Agarrado a este meu presente,
Alguns, muito bem sonhados
Outros, ansiosamente aguardados.
Conquistaram a vida, tornaram-se fortes,
Doces, simples e eternos.
Enxugo as lágrimas,
embalado nos meus sonhos não estarei em perigo,
o meu consolo é olhar para o céu,
cada minuto que respiro é uma prova de resistência.
O teu silêncio gélido desgraça os meus dias
e as minhas noites, para a realidade do amanhecer.
O dia parece não chegar, e a madrugada fria
volta a mim…

Mikii
(Foto da Net)

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Eu...


Eu sinto, eu posso, eu acredito,
eu acreditarei sempre…
Difícil ser transparente?
Espero… desespero…
Amo-te sem saber como, nem quando, nem onde.
Acho que nos encontramos em momentos oportunos,
Cheguei até ti, entrei, e vivo feliz,
à espera do teu olhar brilhante, envergonhado.
Onde estás? Arranca de mim o que resta em meu peito,
fazendo-me com vontade recordar
rolar, sorrir, chorar, os meus anseios te contar
pois nascemos para viver.
Novamente eu contemplarei na noite outro luar,
visualizo às vezes o impossível.
Eu sinto,
mas não posso, não consigo,
esquecer uma memória.
A imensidade do oceano acalma-me
O belo e o perfeito…
Não existem palavras que compensem visões tão sublimes,
Almas vazias…
Chegam de mansinho e acabam por fazer parte,
da nossa vida como se fossem reais.
Eu posso…
Sempre que pensar em chorar,
pensar como é lindo amar
aprender com o novo.
Mesmo que tenha a marca das feridas,
abraçar a vida, ir em frente e crescer…
desatar com calma o nó da garganta,
sair da tristeza,
erguer-me …
levantar-me…
fortalecendo-me a essência
fortalecendo-me as raízes.
Eu acredito…
Quando força julgo não ter
Ando à chuva com sorriso frouxo,
caminho pela minha estrada
dou amor,
marco a tua pele com o aroma do jasmim,
espero o dia chegar para te poder encontrar,
assim vou tecendo estático os nossos pedaços
nesta realidade ilusória.
Eu acreditarei sempre…
Que o coração enche a vida de alegria,
despojando-se das dores, dos rancores,
esperando que o sorriso aconteça também
trazendo do céu para a terra
teus olhos e um eterno sonhar.
Não nos perderemos, não te esquecerei…
Olho para ti!
Às palavras amigas que oiço por vezes…
Uso-as para poder crescer
Mas sem nada delas esperar!
Estou preso ao teu nobre coração,
Eu sinto, eu posso, eu acredito,
eu acreditarei sempre…

Mikii
(Foto da Net)

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

A Música Permanece

A música que o vento toca,
na hora da alegria sorri comigo.
Mas há quem sorri apenas um pouco.
Sempre que penso em chorar,
penso como é doce cantar
as novas melodias!
As mesmas que agora me pedem guarida,
e invadem o ar, resgatando a alegria
espalhando transparecer.
A música permanece…
a pensar que quase me esqueci de sentir,
porque infelizmente, aprendemos que é melhor revidar,
descontar, agredir, acusar, criticar e julgar,
do que simplesmente dizer:
“estás-me a magoar…”
A musica que o vento toca…
solidária aos corações
tem para mim uma palavra de conforto,
em vez de ficares estática, na expectativa
das minhas palavras.
Neste friozinho, namorar frente à lareira,
uma boa canção… isso completa a nossa paixão.
A música que o vento toca !
só na nossa imaginação, nos meus sonhos,
ver-mos muitas luas passarem, mas outras
apenas vemos entre um passo e outro.
Chorava enquanto todos os demais,
ficavam ao redor daquele silêncio de dor.
Então deixo-te o meu melhor…
A música permanece…
O meu melhor sorriso,
O meu maior abraço,
A minha melhor história.
Em alguns minutos as minhas ilusões transformaram-se
em uma só desilusão.
È preciso estar parado para ouvir,
A música que o vento toca,
eterna amante, musa, amiga e amada.
A imaginação entorpece,
o frio da madrugada torna-se gritante,
a inspiração emudece,
a música permanece,
e os sentimentos também, apenas eu os sinto,
o toque suave, as palavras de amor,
tocam o mais íntimo em mim.
A musica é outra espécie de amor
em cada dia dessa viagem,
notas musicais,
irradiando claves de sol…
Parece um milagre…
e poso oferecer coisas belas,
até mesmo o meu coração dentro de uma canção,
que na solidão canta seu amor sozinho.
A musica que o vento toca
As mais lindas melodias ao entardecer
que nunca deixo morrer
no palco, minha dança
emoção!
O mesmo sol, a mesma lua,
As estrelas, claves de sol
O mesmo céu, o mesmo mar,
as notas musicais e...
a musica permanece.


Mikii

(Foto da Net)

terça-feira, 2 de novembro de 2010

O Meu Mundo Desconhecido


O amor pode ser tão duro connosco… mas mostram-se sempre sensatas as suas lições!
Aos poucos, vocês vão percebendo porque escrevo! Vivo nas profundas e maravilhosas fantasias…O meu sonho era um dia poder voar como um pássaro livre, seguindo o meu caminho para o Norte, á procura de algo melhor… conhecer o mundo e dele tirar todo o proveito… Tu também queres vir ver este meu mundo?
Gostava de te levar ao meu mundo desconhecido…
Um mundo de pernas para o ar, do qual nunca ninguém se iria cansar de sonhar!
Acordar com o amanhecer, os pássaros a cantarolar, num lugar cómodo, com o amor a andar no ar.
Ao teu lado, eu!... Com quem poderias partilhar toda essa paixão. Alguém com quem tens vindo a sonhar. Alguém que tens desejado vir a encontrar, ou talvez alguém que nunca querias perder!
Sorri!
Afinal se não for a sonhar não irá ser de forma alguma… portanto sonha, sorri, e pensa que, devias arrepender-te do que não fizeste, e não daquilo que tiraste proveito.
Mundo desconhecido tu és… a última das minhas conquistas, quando te conheci não tinha a noção do quanto a minha vida iria mudar…

Mikii
(Foto da Net)

Escuto a Minha Alma

Escuto minha alma!
A solidão abomina,
permitindo ao dia amanhecer...
Não para parar, adormecer.
Como algo de um passado longínquo,
o som do final, quando descobrimos
que tudo não passava de ilusão.
Escuto minha alma…
Ao visualizar porém, o céu nessa noite!
mãos dadas… sonhos alados…
Um mesmo caminhar!...
Foste importante.
No vazio inglório e inerte, ouço a tua voz,
escuto a minha alma…
Vem!
Vê através dos olhos meus a emoção simples,
mas do fundo do coração.
Desabafo comigo mesmo!
Choro!
Sinto raiva de mim mesmo por ser assim!
Escuto a minha alma…
Mas quem precisa saber?
Vou e volto…!
posso não ser compreendido!
Escuto a minha alma!
No vão oco da minha memória,
eu sabia que tudo ia acabar,
mais cedo ou mais tarde.
Muitas vezes ao folhear o passado,
e explorar as suas páginas,
senti-me arrepiado, constrangido.
Escuto a minha alma!
Se tudo é tão sincero…
porque tem que haver um tempo de dizer adeus?
O pensamento parou,
o sentimento fortificado avisou que ia surgir,
iria invadir todo o meu ser,
sem qualquer retorno.
Escuto a minha alma…
Podia escrever...
rabiscar umas palavras soltas,
enquanto estou sozinho na ignorância do créspulo.
Novamente eu contemplarei na noite outro luar,
e...escutarei a minha alma…

Mikii
(Foto da Net)

domingo, 31 de outubro de 2010

Destroços


Destroços, apenas destroços…
Todos os destroços que eu quiser
É tudo o que me resta!
Perco-me nos meus anseios
Minutos tornam-se preciosos.
A memória traz à tona constantemente,
as tuas palavras formando frases que confundem
a minha inteligência.
Destroços, apenas destroços…
Houve tempos em que precisei de chorar,
Saber acalentar um coração,
E deixá-lo voar para longe de mim quando ele precisar.
Ninguém sabe como!
Esse tempo em que eu perco a alma,
as palavras, as letras formando um bailado ondulante
como se fosse uma despedida,
uma pausa, um descanso,
para outro dia recomeçar.
Destroços, apenas destroços…
De um lado, a lua enorme,
a minha confidente mais íntima,
nos dias de dúvidas indecisões e angústias,
de não saber o que fazer!
Um vazio frio e escuro,
quem o tem, tem momentos
em que não sabe se os queria ter tido.
Destroços, apenas destroços…
Quando a poesia da cama me leva,
o ar que a minha vida necessita.
E tou aqui, morto por dentro,
frio sem rumo a seguir,
preciso saber falar e calar,
sobretudo, saber ouvir o que as palavras
não dizem…
Destroços, apenas destroços…
Alguns deles não procuro,
basta-me saber que eles existem…
Quando o vento sopra, lembranças de momentos,
cruzam o nosso caminho algures no tempo.
Muralhas de pedra podem ser derrubadas,
Muralhas de silêncio, destroem-me em:
Destroços, apenas destroços…

Mikii
(Foto da Net)

Cheguei até ti, entrei...


As nuvens rosadas, tentam esconder
os últimos feixes de luz do sol
que ainda insistem em brilhar,
atrasando a noite.
Cheguei até ti, entrei…
com medo de não acordar,
ao mais leve gemido…
Um cheiro de amanhecer,
e assim vou me afogando
mais e mais em falsas palavras!
Nada mais! Apenas o vazio…
O sentimento que se tornou pouco…
que conseguiu crescer e ser um sinal de vida
no meio de tanta tristeza.
Não amo mais,
Não sinto o meu coração!
Gosto do silêncio que está aqui,
da atmosfera calma, quando está escuro
quando não tenho ninguém perto
para me ouvir.
Cheguei até ti, entrei…
Prossigo a minha caminhada e canto,
apago a mágoa toda do passado,
abraço a vida, para enxugar as lágrimas
que tu deixas cair com o teu silêncio.
Num silêncio que me remete a uma saudade
Desesperada de mim mesmo…
Até chorar, de rir… de mim.
Cheguei até ti, entrei…
Procurei-te, reconheci-te, em sonhos esquecidos.
Esse desespero, essa ansiedade
dos belos sonhos e então deixo-me esvanecer,
penso que já morri…
Mas, mais que isso senti raiva,
Esqueci-me do buraco que faltava
por preencher no meu peito.
A dor que sentia, no meio daquele vento
que corria durante o fim de tarde.
Sentia o teu leve aroma a vir sobre mim.
Cheguei até ti, entrei…
O sonho mostrou-me que nada foi em vão,
o vento não sopra sem destino,
e o mar não se movimenta sem sentido.
Em teu semblante vago e distante,
Um mundo de um vazio sem cor
Para caminhar… sonhar…
E quando o sol brilhar pela manhã,
esta poesia no papel escreverei.

Mikii
(Foto da Net)

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

A Noite Cai


A noite cai, e sinto que hoje…
hoje não caio com ela!
Agarra-me… aperta-me…
quero entrelaçar as minhas mãos nas tuas,
gargalhar com os teus sussurros,
contemplar as estrelinhas.

A noite cai!
fria e repleta de crueldade,
e tanta coisa nos deu,
após, sempre em forma suave,
mas com destemor.
Percebo meus lábios congelar,
gestos de amor,deixam-me louco…

A noite cai!
Querendo sempre colo, abraços e risos,
para curar os nossos ferimentos
nesta exposição da alma…

A noite cai!
Encho a taça da esperança… e avanço!
Sentindo a alma levitar.
As estrelas mais visíveis,
a esperança que arde em calor,
alimenta o corpo e é a constante chama.

A noite cai!
Em qual direcção seguir?
Sempre que pense em morrer…
Pelas dores que passei,
das lágrimas, dos dissabores silenciosos
repletos de anseios.

A noite cai!
Perdidos no tempo ficaram…
rancores, tristezas, alegria e dor.
Indeléveis cicatrizes em minha memória,
ouvidas ou pronunciadas,
por mais que eu cresça e amadureça.
Espero…
Quanto maior a demora,
mais a alma aflora…

A noite cai!
Trazendo do céu o grito saudoso da tua voz.
O meu coração dispara,
ouve a música dos ventos,
sorri a quem me faz chorar!

A noite cai!
A arte de amar é só para quem sabe…
despertar o amor…

Mikii
(Foto da Net)

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Carta a Alguém que Muito Amei

Recordo-te nos meus melhores momentos. Naqueles instantes onde sempre estiveste para me dares as asinhas de príncipe.
Sim dotaste o meu mundo de coisas tão belas. Senti-me imensamente amado, compreendido e tocado por essa ternura de mãe. Foste uma rosa sem espinhos que só brotava de ti a doçura do carinho que tanto me tocou, rasando pelos suaves beijos, tocado pelas tuas tão macias mãos que me envolviam.
Entendo que conhecer-te foi uma dádiva de Deus. A forma como estives-te na minha vida tornou-me diferente. Compreendi que conhecer-te foi viver um passado bom e que ganhei uma estrela para me proteger e fazer aprender a viver no futuro.
A distância não existe mesmo sabendo que estás longe.
Não sabia que tinha uma estrela que se iria revelar em tão pouco tempo. Conhecia a tua luz e brilho, esse olhar calmo e sereno, mas queria-o aqui, bem perto de mim, do palpável e visível.
Com o tempo compreendi que uma estrela verdadeira é algo de transcendente, fora do entendimento e da razão.
Neste tempo presente, onde os sinais me mostram cada vez mais memórias registadas, prostro-me sobre o olhar do céu, sobre a luz de uma estrela, escuto o que ela me diz, observo-a atentamente, vejo que essa estrela é minha amiga talvez a minha memória. Nesse dia peço-lhe que me faça entender, sorrio para essa estrela que és tu e sinto-a com intensidade. A luz que irradia, talvez me inspire para continuar esta jornada, marcada por memórias escritas. A memória é feita de imagem, gravada no ser de cada um, absoluta companheira de todas as horas.
Sei que agora moras no mundo das estrelas na estrela mais cintilante que brilha lá no alto.
Vivi dias de esperança e outros que me perdi no desespero
Encontrei momentos que sorri e outros em que chorei
A idade avança e não pára este relógio do tempo.
Os verdadeiros valores da vida moram no coração, junto daqueles que moram ao nosso lado e amamos, em tudo o que vem profundamente de dentro de cada um de nós.
Todos os que te amavam, os que acompanharam os teus passos, sentem a tua varinha de fada a romper estrelas de magia, iluminando horizontes e os nossos corações.
Os momentos vividos
Os teus olhos e sorriso
O teu forte amor
A ferida que fica dói muito
És saudade e presença
És memória para sempre
Viver-te outrora foi saber que foste razão e, reviver-te actualmente, é ter a certeza absoluta que és uma enviada especial do mundo das estrelas.
Sei que estás aí. Que permaneces com tudo o que eras e que se acrescentou a ti a supremacia suprema.
As memórias são momentos do passado. Todos temos memórias e todos seremos memórias.
É preciso olhar os sentimentos, redescobrir o brilho, alterar alguns caminhos e trilhar outros já percorridos, olhar para trás sem deixar de olhar para a frente.
Continuo a não privar-me de ti, de toda a tua realidade. Embora não te veja, ouça ou sinta fisicamente, reconheço que o escuro é menos sombrio com a tua participação de luz.
Tenho a certeza que me ajudas na difícil tarefa de iluminar.
Agora não choro muito por ti. Desculpa-me por alguma razão, mas sinto que não o devo fazer.
Conhecer-te foi ir mais além, tornar-me num homem menos dividido mas antes consolidado com o bem. Deu-me a capacidade de perceber o quanto tive de evoluir, melhorar e cuidar.
Conhecer-te foi a maior das dádivas de todo o meu existir.
Somo saudades sem limite, quase sufocadas pela ausência do encanto.
Vives!!!
Quero descobrir-te… Voltar a estar nos teus braços … Não desisto. Nunca desistirei. Vou galopar montanhas sem fim, percorrer desfiladeiros impossíveis de contornar, voos rasantes junto das estrelas, gritar até não poder mais… Vou e vou…
Estarás sempre presente em mim como eu mesmo.

Mikii

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Voo com as Letras


Voo Com as Letras...
Não sei ser poeta!
Voo com as letras pela ponta de um lápis,
num tempo infinito,
num desenrolar de emoções.
Sinto pelas letras…
Ai! Se soubessem como eu sinto ”M” Mãe,
“S” Sonho, “A” Amizade.
Cada letra, cada uma, uma paixão…
Escrever é como criar…è inventar o que devemos relatar
É falar de nós próprios ou de sítios ou situações
Escrever é a liberdade de quem se sente oprimido.
Não sou ninguém… sou só as letras aqui expostas.
Os sentimentos relatados, as situações explicadas
Voar com as palavras é como “G” Gritar.
Voo com as letras, mas não sei ser “P” Poeta.
Percebi que ia precisar de ti “L” Letra!
Eu sei que cada “H” História acaba,
mais cedo ou mais tarde, elas ficam aqui eu vou “E” Embora.
Sinto-me bem com a “V” Vida que levo,
com o quanto as “P” palavras me completam.
O “C” Coração bate fortemente quando sinto.
Não sei ser poeta, mas passam todas pelas minhas mãos.
“ A “ Amor, Amizade, Anjo, Alma, Afago, Amigo, Avó, Abismo.
“ B “ Beleza, Beijo, Bondade.
“ C “ Coração, Carinho, Coragem, Ciúmes, Cultura.
“ D “ Deus, Dar, Desilusão, Dádiva, Destino, Desejo, Determinação.
“ E “ Estrela, Emoção, Errar, Euforia, Enigma, Egoísmo, Escolha.
“ F “ Força, Felicidade, Família, Fobia, Fúria, Fantasma.
“ G “ Grandeza, Gesto, Gratidão, Ganância, Grito.
“ H “ Homem, Humildade, Humor, Honestidade, Horizonte.
“ I “ Ironia, Importância, Imaginação, Improviso, Igualdade, Ira, Ilusão.
“ J “ Justiça, Jogo, Juras.
“ L “ Liberdade, Luar, Livros, Lágrimas, Limites.
“ M “ Mar, Mãe, Maldade, Mentira, Medo, Maria, Mágoa.
“ N “ Noite, Nuvens, Noitada, Natural, Nostalgia.
“ O “ Olhar, Orgulho, Opinião, Ouvir, Ódio, Obstáculo, Onda.
“ P “ Paixão, Promessas, Perdoar, Preconceito, Pai.
“ Q “ Querida, Querer, Quimera, Qualidade.
“ R “ Romance, Respeito, Raiva, Resumo.
“ S “ Saudade, Sonho, Silêncio, Sucesso, Solidão, Sexo, Sedução, Sol.
“ T “ Ternura, Talento, Traição, Tentação, Tabu, Temporal.
“ U “ Utopia, Único, Universo.
“ V “ Vida, Valor, Vontade, Voz, Virtude, Violência, Vingança, Vazio, Velho.
“ X “ Xenofobia .
“ Z “ Zanga, Zelo.
Mikii
(Foto da Net)

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Deixo-me embalar


Deixo-me embalar!
Esboçando um sorriso…
Não vivo, não respiro,
a vida passa num minuto
sem ter significado próprio…
o tempo pertence a cada momento.

Até lá caminho…
Caminho sozinho!
Deixo-me embalar,
caminho por uma estrada solitária,
A única que sempre conheci.
Às vezes gostava que alguém por aí me encontrasse,
neste mundo alucinado onde tudo é miragem.

Não vivo, não respiro
Pois… faltam sonhos, faltam… vontades,
falta o tempo e a esperança
e a emoção profunda.
A chuva acalma,
o ruído parece diminuir.

Pelo caminho da tristeza,
cada dia que nasce é como um presente pessoal do destino…
é na verdade estranho.
Respiro fundo,
no meio do nevoeiro tão cerrado,
à beira do abismo e onde caminho sozinho.

A minha sombra é a única coisa que caminha a meu lado…
incapaz sequer de mudar as palavras,
e não ter a noção do tempo!
Até lá caminho…Não vivo, não respiro…
Deixo-me embalar…
Criando novas ilusões.
Mikii
(Foto da Net)

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Sou livre porque Amo


Sou livre porque amo…
Na primavera ou em qualquer das estações.
Lembrando do último suspiro,
todos os sentimentos e emoções
sob o zumbido desse vento intenso e veloz.

Sou livre porque amo…
No coração ficaram gravadas, as ondas
que deslizam na areia.
A luz do dia, clareia o pensamento
e hoje …só me entrego a mim,
onde as palavras são decifradas,
na calada da noite nada misteriosa
apenas um ser cauteloso.

Sou livre porque amo…
a história da minha história,
escrita em páginas escurecidas.
Perseguir o silêncio é buscar sabedoria,
e o horizonte abre as suas portas
sempre orientando o caminho a seguir.

Sou livre porque amo…
quis possuí-la para mim,
talvez… os meus sonhos possam ser desejos
cada flor uma essência diferente,
e a dor transformada em fantasia.

Sou livre porque amo…
amo-te de forma insubstituível,
verdade que me leva a viver
procurando no mapa das estrelas um caminho,
e vasculhar nos subúrbios da minha pequena alma.

Sou livre porque amo…
Trespasso o meu medo e sinto-me vivo!
Nesta noite fria, resta-me amar, embebedar-me dessa paixão,
haverá músicas , que ritmam o meu coração,
quando o pôr-do-sol novamente o teu rosto contemplar…
mas digo à vida todos os dias…
Sou livre porque amo.

Mikii
(Foto da Net)

Sedução


Sedução…
És encantadora e preciosa
teus olhos são pura tentação.
Revejo…vibro com o que vejo,
tento dormir ao luar, e descrever versos em teu corpo com ardor.

Sedução…
Na hora das lágrimas que correm em nossa face,
a vida tanta coisa nos roubou.
Sopras ao vento cinzas de ti e de mim…
dou-te o meu ombro, dá-me o teu!
acabei de esquecer o que não consigo ser…
foi então que daquela noite mágica docemente recordei!

Sedução…
O meu olhar penetrante, apaixonado, brilhante,
o sentimento que move a alma, e...dá-lhe vida
faz girar o coração enquanto a alma o devolve.
Sentei-me e olhei para a suavidade do mar,
Sentia o fogo daquele momento…
Sinto agora a brisa suave, que vem minhas lágrimas secar.

Sedução…
Nas horas tristes nos momentos de prazer,
posso não entender…
murmúrios na negritude do céu,
sorrisos que para mim são ofertados
eu não os vejo, não os domino,
posso apenas senti-los…

Sedução…
do passado fui voltando,
pela manhã, pelo hoje, pelo alvorecer.
Sem essa minha sombra que me segue…
a dor não machuca,
e revivo no presente o grande amor do passado,
com sedução.

Mikii
(Foto da Net)

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Grito alvoraçado


A poeira assentou,
onde não se vive de fantasia
porque é que tenho de silenciar o grito?
O grito alvoraçado!
onde a mentira teme em aparecer, a calar razões.
Grito…
Vou sentir-me completamente perdido!
Será que um dia nos voltaremos a encontrar?
Grito às estrelas!...sem complexos nem pretensões.
Que raio de vida!...
Não só de uma palavra… “Merda”, mas também de uma frase.
Grito… “Puta que Pariu”.
Apanhaste-me desprevenido…
Porque é que o meu sorriso não consigo mostrar?
E eu aguento!
Numa vida sem esperança…o grito é bem mais profundo,
do que insistir nas sombras, um bocadinho ao sabor do tempo!
Quer dizer que estou perdido?
Não!!!
Mas para quê esperar, se o grito é o ar que respiro, mas não alcanço.
Também às vezes tento perceber, só uma em poucas palavras.
Destroem-se almas
Destroem-se vidas!
Por entre este mal que persiste,
Mesmo assim nós gostamos, lembramos e elogiamos.
Grito…
A este jardim de verdade, com tantas palavras…
Se o ódio é a resposta a todas as perguntas
Se é encontrado? É maltratado?…
Se morre sem ver a luz, esteja onde estiver.
Grito…
Também ás vezes tento perceber
Se o amor é força capaz de mover montanhas!
Se o amor é… o que rege a vida.
Se o amor é… capaz de curar todo o mal,
porque nunca é a cura para a doença.
Se o amor é… a resposta para todas as perguntas,
Então onde será que se foi esconder?
Grito…
Quando já fiz isso uma vez,
Mas consegui aprender…
Só me resta esperar, a poeira assentou.

Mikii
(Foto da Net)