domingo, 27 de dezembro de 2015

Ó lua que vais tão alta

 
Ó lua que vais tão alta
cheia e plena de esplendor
tu que iluminas o céu
e o Cristo Rei redentor.

Dos meus braços aos teus
nosso amor, nossas emoções
nos nossos doces momentos,
nascem mágicas emoções.

Uma das coisas mais belas
é contigo contemplar o céu
Murmurar baixinho…
linda lua Cristo Rei nos deu.

Quase pareces beijar
o Cristo Rei redentor
quando dois corações se juntam
neste universo de amor.

Como é bom encontrarem-se assim
unidos em harmonia
a lua mostra o seu brilhar
o Cristo Rei ,amor pleno, dia a dia.

Ó lua tu estás rendida
numa noite de luar
o amor é isto tudo
o Cristo Rei a brilhar.

𺰘¨¨˜°ºð090/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor

domingo, 20 de dezembro de 2015

Queria

Queria tanto ir além
queria seguir-te
queria a tua paixão
de igual modo possuir-te…

Queria a tua face
acariciar
queria no teu corpo
ser um barco e navegar

Queria na tua pele
ao de leve tocar
queria-te só minha
para a ti me entregar.

Queria ser todo teu
queria tanto ir mais além
depois do prazer,
ao de leve te beijar sem desdém.

Queria que se prolongasse
o verbo amar para sempre
queria-te apaixonada
Doce, intensa, eternamente.
𺰘¨¨˜°ºð089/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor

domingo, 13 de dezembro de 2015

A chama do teu olhar

 
Não apagues a chama do teu olhar
tu és a luz
que incendiou o meu olhar
a luz que despertou a vida
adormecida em mim.

Não apagues a chama do teu olhar
fonte de inspiração
enigmática e apaixonante.
Nós temos sonhos
e vivemos esses sonhos.

Não apagues a chama do teu olhar
o desejo é a locomotiva
do coração.
Move-me pela esperança
leva-me ao encontro do desejo.

Não apagues a chama do teu olhar
onde jogo a vida
num olhar cru.
Um olhar desapontado
que me rouba a alma.

Não apagues a chama do teu olhar
rimos… Procuramos…
Consertar a mágoa
as mossas do corpo
as mossas da alma.

Não apagues a chama do teu olhar
Quando a noite cair
E o sol deixar de brilhar…
Quem sabe…
Se o sol brilhará para nós.

𺰘¨¨˜°ºð088/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor

domingo, 6 de dezembro de 2015

O tempo é infinito

 
Faz-me acreditar
quando te ausentas das palavras
que correm nas tuas veias.
Esta força que me embala a alma…
O tempo é infinito

E nós olhamo-nos em silêncio.
O mar ondulante
deixa-me sem asas para voar.
Os sonhos parecem realidade
A promessa mantem-se…

A esperança brilhou
nos nossos olhos.
Nenhuma alma apaixonada
é indiferente,
ao tempo  infinito.

As nossas desilusões
conjugam a vontade de amar.
Paixão sublime
completamente irresistível…
Uma luz deslumbrante no ar.

Os ardentes raios de sol
o mar…
Quando tu vens, neste nobre caminho
Caminho…
O mar ondulante e espumante.

O tempo é infinito,
deixa-me sem asas para voar,
mas a melhor maneira
de conservar o amor
é partilhá-lo, e amar…

𺰘¨¨˜°ºð087/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor  
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor

domingo, 29 de novembro de 2015

Descontrolo

 
A temperatura aqueceu
perdi completamente
o controlo sobre mim,
percorri cada recanto
do teu corpo...
Porque me deixas assim?
Com a minha língua
quente e meiga…
como dentro de um vulcão
não consigo resistir
a esta louca paixão.
Os nossos corpos colados
cada vez mais fora de mim,
os gemidos abafam-me
as palavras
neste descontrolo sem fim…
𺰘¨¨˜°ºð086/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor

domingo, 22 de novembro de 2015

Palavras trocadas

 
Algumas palavras trocadas
roupas perdidas no chão
são danças partilhadas
numa tórrida paixão.

Com a emoção de sempre
numa estranha loucura
vem tudo aqui de dentro
não é amargura.

O tempo foi passando devagar
tenho-me esquecido de viver
não quero perder mais tempo
quero quebrar o silêncio e esquecer.

Algumas palavras trocadas
a cada dia que passa
deixam os gemidos do coração
dar o ar da sua graça.

No ritmo da noite
nas danças partilhadas
voltamos sempre ao princípio
das noites orvalhadas.

Reencontro o meu próprio princípio
já não tem a mesma importância
consigo resistir ao encanto
já não vivo na distância.

𺰘¨¨˜°ºð085/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor

domingo, 15 de novembro de 2015

Vestido escarlate

 
Esta distância entre nós dois,
no meu viver tem um sentido
os meus passos deixam rasto
do amor que já vivi contigo.

A noite é quase imortal
o tempo tem sempre razão
a manhã para mim é sentimento
a noite trás sempre a recordação.

Antes o tempo passava
eu permanecia a contemplar-te
quando embelezavas a lua
com o teu vestido escarlate.

Entre barreiras e deslizes
muito além do que possas imaginar
sinto-me gelo, neste frio
congelo as ondas onde costumo chorar.

Meus lábios ainda temem falar
fico ansioso a cada segundo
não consigo expressar o que sinto…
este triste, sentimento profundo.

Com pétalas escarlate te cobri
para despertares o meu olhar
quando embelezavas o sol
e para mim vinhas desfilar.

𺰘¨¨˜°ºð084/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor

domingo, 8 de novembro de 2015

E todos os ventos sopram

 
O silêncio
que me faz adormecer
como lágrimas que não caem
somente entre as nuvens…
Nada pode afugentar o amor!
Amor é sentimento.

Há dias assim
sinto-me longe de um abraço
certamente estarei a esperar-te
no elo dos sorrisos
nas respirações ofegantes,
leves na mais fina seda macia!

Há momentos… coisas e lugares
que me deixam uma sensação
de no fundo ter esperança.
E todos os ventos sopram
e todas as estrelas brilham
e todas as gotas de água molham.

E eu peço coragem…
Cada minuto perdido,
é um beijo esquecido!
Mas não posso
expulsar o que sinto.
Que não se desfolhe este amor.

𺰘¨¨˜°ºð083/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor

domingo, 1 de novembro de 2015

A porta

 
Vou fechar a porta
encostar-me no sofá
deitar cá para fora
todas as mágoas acumuladas,
vomitar as lágrimas contidas!

A vida tem destas coisas
como um passe de mágica,
passar pelas brasas
e quando acordar,
sentir-me otimista.

Enfrentar o espelho
e confrontá-lo
com o maior dos sorrisos,
o futuro mais brilhante
e as emoções que tenho de viver.

Vou abrir a porta
perdoar os erros
e as decepções do passado
ser o que eu quero
sonhar…

Sonhar com aquilo que eu quiser
porque um dia a porta
vai ficar fechada…
Porque num dia destes
morro!

𺰘¨¨˜°ºð082/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor

domingo, 25 de outubro de 2015

O amor que fazemos

 
O amor que fazemos
dissipa as trevas do preconceito…
Para além do desejo, do prazer,
quero degustar-te
como um precioso,
saboroso, delicado licor raro.

O amor que fazemos
Devorados pela paixão
Indomável do prazer insaciável
é como os sentimentos  que jorram
como lavas incandescentes
e envolve-nos com emoção.

O amor que fazemos
é um vulcão de emoções
onde o amor se desnuda
em suores gotejantes
ávidos desejos famintos,
numa intensidade crepitante.

O amor que fazemos
une dois corpos
que se entregam e fundem,
em fogo
num sentimento
excitante e voraz!...

𺰘¨¨˜°ºð081/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor

domingo, 18 de outubro de 2015

Um pouquinho de nós

 
Hoje encontrei-te
perdida na praia
defronte ao mar
a espuma brilhava!

Foste o meu caso secreto
num dia impossível para amar
o meu olhar orvalhou o teu
nasceu um novo despertar.

Tanto sonho neste novo querer
foi loucura ou ilusão
no teu olhar o mar reflete
udo o que padece o meu coração.

Tua beleza que sopra do outro lugar
teus olhos de longe,
refletem o verde do ondular,
onde o céu toca o mar.

Hoje encontrei-te
vivi verdadeiramente
um pouquinho de nós
num sonho que vivi eternamente!

O verde das ondas
que me leva ao bravo ondular
perdido nesta ilusão
vou-me afogar nesse olhar.

𺰘¨¨˜°ºð080/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor

domingo, 11 de outubro de 2015

Palavras ao vento

 
Palavras ao vento
despidas da sua fantasia
ficaram inacabadas
e quando eu as chamo
parece até mentira
mas elas são poesia.

Vou procura-las sem saber onde
desejo que nunca tenham fim
ali no meio da rua
carregam o dia de alguém
num desespero mudo
na noite o silêncio em mim.

Perco-me em mim mesmo
tento construir-me…
Sentado á beira mar
combino frases
palavras ao vento
vêm meu pensamento acudir-me.

Meu refugio é a esperança
faço esculturas com os poemas
rasgo a folha, risco, rabisco…
deixei de lado a dor
dos meus erros do passado
escrevo poemas de amor.

Bom mesmo é poder dizer
quantas vezes me der vontade
meu pensamento é viajante
neste infinito sem fim…
palavras ao vento
escrevo sempre a saudade.

Palavras ao vento
Fazem-me engolir sentimentos
O coração que reclama
Ferido, magoado…
Promessas de eternidade
Na folha de papel… momentos.

𺰘¨¨˜°ºð079/2015𺰘¨¨˜°ºð
Autor: 𺰘¨¨˜°ºðCarlosCoelho𺰘¨¨˜°ºð
Foto da Net 

Copyright © 2015
© Reservados os Direitos de Autor
Ao Abrigo do Código de Direitos de Autor