quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009

Carta à minha irmã

Começo então a escrever no papel uma carta.
Se as palavras expressam o que realmente sinto, não posso afirmar.
Se dizem o que o meu coração deseja, não tenho a certeza.
Mas sem dúvida são uma maneira de explicitar tudo aquilo que dentro de mim se encontra oculto e penso ,mas nunca divulguei.
Há uma coisa que faço questão de dizer, que foi a alegria que senti quando soube que ganhara uma irmã, ainda hoje se repercute no meu coração.
A Glória de nasceres, de respirares o oxigénio que te transmitia a vida, a entrada num espaço que tu não conhecias, mas que também era meu, um fascínio de ter sido daquele momento em diante um ser maravilhoso, à medida que crescias desenvolvendo as tuas potencialidades humanas, de talento e inteligência e para mim sendo alguém especial em todos os sentidos.
Sim, és tu a minha única irmã que eu amo profundamente desde que nasceu, que carreguei muitas vezes no meu colo, que quis sempre proteger, mesmo ainda não sabendo nada da vida.
Depois fomos crescendo, a balbúrdia, as brincadeiras, os ensinamentos, a busca por algo que hoje sabemos o que é, sempre unidos, que conseguíamos encher a nossa casa de gritos, ou de lágrimas.
Brincamos, zangamo-nos e amamo-nos.
Momentaneamente agora neste momento vejo-te pequenina nos meus braços, é uma espécie de orgulho que tenho. Eu sou o mais velho e desejo oferecer-te como presente a certeza deste amor que senti desde que te vi, a nossa convivência, a presença dos nossos pais, a ida para a mesma escola onde eu andei.
Já não me lembro se no dia que tu nasces-te fazia sol ou estava nublado, mas tenho a certeza que o mundo ganhou uma luminosidade deslumbrante e para todos nós as cores do arco-íris estavam mais brilhantes que nunca.
Tu sempre foste um raio de sol na minha vida e continuas a brilhar cada vez mais intensamente no meu coração. A minha vida não teria sido o que foi, e nem sequer me imaginava a ser sozinho.
Agradeço a Deus pelo presente que ele nos deu.
Ainda bem que existes na minha vida…
Queria dar-te os maiores e melhores presentes do mundo.
Queria presentear-te com doces palavras e sentimentos profundos, com conversas transformadas em belos poemas e com um arco-íris colorido de lembranças.
Queria dar-te um castelo, queria dar-te o mundo… Não posso.
Mas posso dar-te a certeza de um eterno amor, de uma luz que te guiará sempre e nunca te deixará perdida. Serei o teu porto de abrigo sempre que estiveres desamparada.
Quero dar-te todas as estrelas do céu e todo o calor que emana do sol quente.
Quero que saibas que todas as inquietações por mais tenebrosas que nos pareçam são sempre ultrapassáveis.
Nada é irreversível, Sá a morte! Portanto… sejam quais forem os teus males, as tuas dores, as tuas inquietações ou dúvidas, tudo tem uma solução.
Quero fazer-te sentir a beleza de todas as flores existentes e a frescura e vigor das águas que correm, ultrapassando todos os obstáculos.
Quero que te ames sobretudo, porque se assim não for, poucos ou ninguém te irão amar verdadeiramente.
Mesmo que muitas vezes tenhamos de fugir de nós mesmos, como se fizéssemos uma viagem sem retorno, nunca desistas de ti…
Estarei sempre aqui… como sabes!
Queria dar-te um presente que te seja útil, mas vou dar-te todos os presentes que te façam sentir amada e podes ter a certeza que continuarei a dizer-te estas mesmas palavras e a dar-te todas as maravilhas que um amor de sangue pode dar.
Quero dizer-te que o meu presente foi-me dado há 35 anos atrás e tem validade eterna. O meu amor e presença acompanham-te a cada hora e por todos os lugares que percorreres.
Quero que saibas que, se por algum motivo eu partir de um momento para o outro, mesmo assim, prometo que estarei sempre contigo, basta um pensamento ou que chames por mim e com certeza lá estarei para o que for preciso.
Sorri sempre, aconteça o que acontecer porque tens muitos amigos, muitas pessoas que te adoram e que te amam.
Felicidades mana, parabéns pelo que és em cada dia que passa, nas nossas vidas.
Mikii
(Foto da Net)

1 comentário:

Paulo Póvoa disse...

Palavras que são do coração, que são do pensamento, que são dos sentimentos que tanto sentes.
Tenho de concordar, a mana merece mesmo tudo, e tudo sempre terá solução.
Com a ajuda deste amigo ela sempre vai contar :)